António Oliveira desmerece vitória do Palmeiras sobre o Corinthians: “Não mostra os 90 minutos”

Verdão bateu seu maior rival, mais uma vez, na noite da última segunda-feira (1°) e encostou no líder Flamengo

Vitória no Derby e briga pela ponta


O Palmeiras continua na cola do Flamengo, em busca da liderança do Campeonato Brasileiro. Agora, a equipe paulista chegou aos 26 pontos e ficou apenas um ponto atrás dos cariocas.


ReadyNow

Isso porque o Alviverde Paulista venceu o Corinthians, seu maior rival, por 2 a 0, na noite da última segunda-feira (1°) e afundou mais seu rival em crise. Os gols foram marcados por Fabinho e Victor Reis.

O primeiro dos gols surgiu em cobrança de falta anotada por Raphael Veiga, mas Daronco deu o gol para o jovem volante, após desvio. O meia, aliás, acabou expulso, e o árbitro justificou após a partida.

Técnico de rival surpreende

Mesmo com triunfo palmeirense, que ficou boa parte do segundo tempo com um homem a menos, o treinador do Corinthians, António Oliveira, acabou surpreendendo e deu uma opinião polêmica: para ele, o resultado não foi justo.


Com a evolução do comércio eletrônico, PayRetailers inova para revolucionar o mercado de pagamentos - Startups
Avante NetWork - Casino Affiliate Platform | LinkedIn

iGaming & Gaming International Expo - IGI

Era um jogo em que a equipe fez um primeiro tempo extremamente equilibrado e depois acaba por sofrer um gol fortuito do adversário, que eu nunca tinha visto no futebol mundial”, iniciou em entrevista coletiva.

O português foi além: “Quando a sorte está assim… estamos tristes, como é evidente, preocupados, como é evidente, mas não desesperados porque sabemos o que estamos fazendo. Mesmo com todas as dificuldades a equipe se comportou da melhor forma, foi exigente; dois gols de bola parada e o adversário… o resultado, na minha opinião, não mostra o que foram os 90 minutos”, completou.

Oliveira acredita que seu time foi punido

O comandante corinthiano continuou falando de injustiça no placar: “Foi um jogo que o resultado não espelha o que foi o desempenho da equipe, e isso determina muito a convicção daquilo que é o trabalho e a mobilização dos jogadores dentro do que acreditam”, completou.

Agora, o Verdão, que viu Dudu ser hostilizado por um torcedor durante o clássico, se preparar para o próximo compromisso, que será contra o Grêmio, na próxima quinta-feira (4). A bola rola no Estádio Centenário, a partir das 19h (de Brasília).

Reações da torcida sobre o triunfo

[[{“value”:”Verdão bateu seu maior rival, mais uma vez, na noite da última segunda-feira (1°) e encostou no líder Flamengo
Vitória no Derby e briga pela ponta

O Palmeiras continua na cola do Flamengo, em busca da liderança do Campeonato Brasileiro. Agora, a equipe paulista chegou aos 26 pontos e ficou apenas um ponto atrás dos cariocas.

Isso porque o Alviverde Paulista venceu o Corinthians, seu maior rival, por 2 a 0, na noite da última segunda-feira (1°) e afundou mais seu rival em crise. Os gols foram marcados por Fabinho e Victor Reis.

O primeiro dos gols surgiu em cobrança de falta anotada por Raphael Veiga, mas Daronco deu o gol para o jovem volante, após desvio. O meia, aliás, acabou expulso, e o árbitro justificou após a partida.

Técnico de rival surpreende

Mesmo com triunfo palmeirense, que ficou boa parte do segundo tempo com um homem a menos, o treinador do Corinthians, António Oliveira, acabou surpreendendo e deu uma opinião polêmica: para ele, o resultado não foi justo.

“Era um jogo em que a equipe fez um primeiro tempo extremamente equilibrado e depois acaba por sofrer um gol fortuito do adversário, que eu nunca tinha visto no futebol mundial”, iniciou em entrevista coletiva.

O português foi além: “Quando a sorte está assim… estamos tristes, como é evidente, preocupados, como é evidente, mas não desesperados porque sabemos o que estamos fazendo. Mesmo com todas as dificuldades a equipe se comportou da melhor forma, foi exigente; dois gols de bola parada e o adversário… o resultado, na minha opinião, não mostra o que foram os 90 minutos”, completou.

Oliveira acredita que seu time foi punido

O comandante corinthiano continuou falando de injustiça no placar: “Foi um jogo que o resultado não espelha o que foi o desempenho da equipe, e isso determina muito a convicção daquilo que é o trabalho e a mobilização dos jogadores dentro do que acreditam”, completou.

Agora, o Verdão, que viu Dudu ser hostilizado por um torcedor durante o clássico, se preparar para o próximo compromisso, que será contra o Grêmio, na próxima quinta-feira (4). A bola rola no Estádio Centenário, a partir das 19h (de Brasília).

Reações da torcida sobre o triunfo”}]]