Bruno Guimarães critica Conmebol por regra na Copa América: “Coisas mais importantes para se preocupar”

Camisa 5 da Seleção Brasileira não concorda com punições a técnicos e jogadores sobre atraso no retorno a campo após o interval

Polêmica na Copa América


A vitória por 4 a 1 diante do Paraguai, na última sexta-feira (28), foi um alívio para a Seleção Brasileira, que, finalmente, deslanchou na Copa América. O resultado fez o país ir a quatro pontos no Grupo D.


ReadyNow

Na próxima terça-feira (2), em Santa Clara, a Seleção Brasileira enfrenta a Colômbia, líder da chave com seis pontos, para tentar roubar a dianteira. Ficar em primeiro lugar evita um confronto precoce logo com o Uruguai nas quartas de final.

Neste domingo (30), o meio-campista Bruno Guimarães foi o escolhido pela comissão técnica para conceder entrevista coletiva. O jogador do Newcastle foi incisivo em suas declarações e criticou bastante a Conmebol.

Punições severas demais

O motivo: atraso no retorno dos atletas e das comissões técnicas a campo após o intervalo que estão gerando punições rígidas na Copa América. Bruno deixou claro que a Conmebol poderia se preocupar com questões mais graves em campo.


Com a evolução do comércio eletrônico, PayRetailers inova para revolucionar o mercado de pagamentos - Startups
Avante NetWork - Casino Affiliate Platform | LinkedIn

iGaming & Gaming International Expo - IGI

“A gente tem que ficar olhando o cronômetro (do vestiário) para não deixar passar (a hora de retornar a campo), apesar de eu achar que a Conmebol tem coisa mais importante para se preocupar do que isso”, disparou o camisa 5.

“A gente sabe o que isso [atraso] pode acarretar e não queremos perder nosso treinador, que é um cara muito importante para gente. Não queremos passar o tempo, então, quando está com 11, 12 minutos (de intervalo), a gente já tem que sair correndo para o campo”, revelou o volante.

Vítimas da Conmebol

Por enquanto, Dorival Júnior está ileso, porém os companheiros Marcelo ‘Loco’ Bielsa, do Uruguai, e Lionel Scaloni, da Argentina, já foram vítimas de punições extremas da Conmebol nesta Copa América.

Ambos os treinadores foram suspensos por uma partida na fase de grupos. Além disso, as Federações de Argentina e Paraguai ainda tomaram multas por parte da organização do torneio nos Estados Unidos.

A partida contra os Cafeteros será na terça-feira (1º), às 22h (horário de Brasília), no Levi’s Stadium, em Santa Clara. A TV Globo e o SporTV transmitem a partida ao vivo.

[[{“value”:”Camisa 5 da Seleção Brasileira não concorda com punições a técnicos e jogadores sobre atraso no retorno a campo após o interval
Polêmica na Copa América

A vitória por 4 a 1 diante do Paraguai, na última sexta-feira (28), foi um alívio para a Seleção Brasileira, que, finalmente, deslanchou na Copa América. O resultado fez o país ir a quatro pontos no Grupo D.

Na próxima terça-feira (2), em Santa Clara, a Seleção Brasileira enfrenta a Colômbia, líder da chave com seis pontos, para tentar roubar a dianteira. Ficar em primeiro lugar evita um confronto precoce logo com o Uruguai nas quartas de final.

Neste domingo (30), o meio-campista Bruno Guimarães foi o escolhido pela comissão técnica para conceder entrevista coletiva. O jogador do Newcastle foi incisivo em suas declarações e criticou bastante a Conmebol.

Punições severas demais

O motivo: atraso no retorno dos atletas e das comissões técnicas a campo após o intervalo que estão gerando punições rígidas na Copa América. Bruno deixou claro que a Conmebol poderia se preocupar com questões mais graves em campo.

“A gente tem que ficar olhando o cronômetro (do vestiário) para não deixar passar (a hora de retornar a campo), apesar de eu achar que a Conmebol tem coisa mais importante para se preocupar do que isso”, disparou o camisa 5.

“A gente sabe o que isso [atraso] pode acarretar e não queremos perder nosso treinador, que é um cara muito importante para gente. Não queremos passar o tempo, então, quando está com 11, 12 minutos (de intervalo), a gente já tem que sair correndo para o campo”, revelou o volante.

Vítimas da Conmebol

Por enquanto, Dorival Júnior está ileso, porém os companheiros Marcelo ‘Loco’ Bielsa, do Uruguai, e Lionel Scaloni, da Argentina, já foram vítimas de punições extremas da Conmebol nesta Copa América.

Ambos os treinadores foram suspensos por uma partida na fase de grupos. Além disso, as Federações de Argentina e Paraguai ainda tomaram multas por parte da organização do torneio nos Estados Unidos.

A partida contra os Cafeteros será na terça-feira (1º), às 22h (horário de Brasília), no Levi’s Stadium, em Santa Clara. A TV Globo e o SporTV transmitem a partida ao vivo.”}]]