CBF lança canal de denúncias contra manipulação de resultados no futebol brasileiro

A medida foi adotada pela entidade em resposta a uma solicitação da CPI das Apostas no Senado.



ReadyNow

A CBF anunciou nesta quarta-feira (3), por ofício à CPI da Manipulação de Jogos e Apostas Esportivas no Senado, a criação de um canal exclusivo para denúncias de manipulação de resultados no futebol, atendendo a uma solicitação prévia da Comissão Parlamentar de Inquérito.

Segundo a CBF, será contratada uma empresa para desenvolver e operar os canais de comunicação, que estarão acessíveis por telefone, site e aplicativo móvel.

“A CBF, que já se debruça sobre o tema, o tem como prioridade máxima, ainda mais agora referendada pela recomendação do eminente Senado Federal”, afirmou o presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues Gomes, segundo matéria do g1.


Com a evolução do comércio eletrônico, PayRetailers inova para revolucionar o mercado de pagamentos - Startups
Avante NetWork - Casino Affiliate Platform | LinkedIn

iGaming & Gaming International Expo - IGI

Veja também: CPI das Apostas: representante da Sportradar afirma que Brasil está vulnerável a propostas de fraudes

O ofício da CPI, datado do dia 19 junho e assinado pelo presidente da comissão, senador Jorge Kajuru (PSB-GO), também solicitava que o canal de denúncias fosse acessível ao público em geral.

“A sugestão desta Comissão Parlamentar de Inquérito para criação de um canal de denúncias acessível e aberto à sociedade e aos demais atores envolvidos no futebol, a fim de subsidiar a atuação da entidade no que tange a investigação e controle de irregularidades nas competições que organiza”, diz um trecho do ofício.

A medida foi adotada pela entidade em resposta a uma solicitação da CPI das Apostas no Senado.

A CBF anunciou nesta quarta-feira (3), por ofício à CPI da Manipulação de Jogos e Apostas Esportivas no Senado, a criação de um canal exclusivo para denúncias de manipulação de resultados no futebol, atendendo a uma solicitação prévia da Comissão Parlamentar de Inquérito.

Segundo a CBF, será contratada uma empresa para desenvolver e operar os canais de comunicação, que estarão acessíveis por telefone, site e aplicativo móvel.

“A CBF, que já se debruça sobre o tema, o tem como prioridade máxima, ainda mais agora referendada pela recomendação do eminente Senado Federal”, afirmou o presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues Gomes, segundo matéria do g1.

Veja também: CPI das Apostas: representante da Sportradar afirma que Brasil está vulnerável a propostas de fraudes

O ofício da CPI, datado do dia 19 junho e assinado pelo presidente da comissão, senador Jorge Kajuru (PSB-GO), também solicitava que o canal de denúncias fosse acessível ao público em geral.

“A sugestão desta Comissão Parlamentar de Inquérito para criação de um canal de denúncias acessível e aberto à sociedade e aos demais atores envolvidos no futebol, a fim de subsidiar a atuação da entidade no que tange a investigação e controle de irregularidades nas competições que organiza”, diz um trecho do ofício.