Emiliano Martínez salva Lionel Messi e aumenta bons números como titular da Argentina

A Argentina enfrentou o Equador pelas quartas de final da Copa América, após empate por 1 a 1, o arqueiro foi obrigado a decidir nas penalidades

Novamente Dibu foi crucial


A Argentina entrou em campo na noite de ontem, no NRG Stadium, onde enfrentou o Equador em partida válida pelas quartas de final da Copa América. Após o empate por 1 a 1, a decisão foi para as penalidades.


ReadyNow

Durante o tempo regulamentar, a atuação dos hermanos não foi das melhores e por pouco, eles não viram os equatorianos saírem na frente no placar. Em diversos momentos, faltou preciosismo para conseguir matar o jogo.

O que abriu alas para que a Albiceleste abrisse o placar ainda no primeiro tempo. Na segunda etapa, após pênalti perdido por Valencia, o Tricolor conseguiu chegar ao empate nos acréscimos, levando a partida para as penalidades.

O primeiro a bater foi Lionel Messi, que tentou a cavadinha e a bola beliscou o travessão de Domínguez. Com a perda da cobrança do seu melhor jogador, o caminho ficou aberto para Dibu Martínez encaminhar a classificação dos Argentinos.


Com a evolução do comércio eletrônico, PayRetailers inova para revolucionar o mercado de pagamentos - Startups
Avante NetWork - Casino Affiliate Platform | LinkedIn

iGaming & Gaming International Expo - IGI

Veja as cobranças de pênaltis.

Absoluto nas penalidades

Além de fazer belas defesas no decorrer do tempo regulamentar, Emiliano Martínez foi o principal personagem na cobrança de pênaltis. Defendendo os dois primeiros batidos pelo Equador, o que foi fundamental para a classificação.

Após a partida de ontem, a Seleção da Argentina aumentou um retrospecto que já era positivo ao seu favor, vencendo todas as cobranças de pênaltis desde que o arqueiro campeão do mundo assumiu a titularidade.

Ao todo, em 18 cobranças contra Martínez (em disputas de pênalti), ele defendeu 8 delas. Com isso, o arqueiro vai se consolidando cada vez mais como um dos grandes ídolos dessa geração, que tem como líder o camisa 10, Lionel Messi.

Web foi a loucura com Dibu

[[{“value”:”A Argentina enfrentou o Equador pelas quartas de final da Copa América, após empate por 1 a 1, o arqueiro foi obrigado a decidir nas penalidades
Novamente Dibu foi crucial

A Argentina entrou em campo na noite de ontem, no NRG Stadium, onde enfrentou o Equador em partida válida pelas quartas de final da Copa América. Após o empate por 1 a 1, a decisão foi para as penalidades.

Durante o tempo regulamentar, a atuação dos hermanos não foi das melhores e por pouco, eles não viram os equatorianos saírem na frente no placar. Em diversos momentos, faltou preciosismo para conseguir matar o jogo.

O que abriu alas para que a Albiceleste abrisse o placar ainda no primeiro tempo. Na segunda etapa, após pênalti perdido por Valencia, o Tricolor conseguiu chegar ao empate nos acréscimos, levando a partida para as penalidades.

O primeiro a bater foi Lionel Messi, que tentou a cavadinha e a bola beliscou o travessão de Domínguez. Com a perda da cobrança do seu melhor jogador, o caminho ficou aberto para Dibu Martínez encaminhar a classificação dos Argentinos.

Veja as cobranças de pênaltis.

Absoluto nas penalidades

Além de fazer belas defesas no decorrer do tempo regulamentar, Emiliano Martínez foi o principal personagem na cobrança de pênaltis. Defendendo os dois primeiros batidos pelo Equador, o que foi fundamental para a classificação.

Após a partida de ontem, a Seleção da Argentina aumentou um retrospecto que já era positivo ao seu favor, vencendo todas as cobranças de pênaltis desde que o arqueiro campeão do mundo assumiu a titularidade.

Ao todo, em 18 cobranças contra Martínez (em disputas de pênalti), ele defendeu 8 delas. Com isso, o arqueiro vai se consolidando cada vez mais como um dos grandes ídolos dessa geração, que tem como líder o camisa 10, Lionel Messi.

Web foi a loucura com Dibu”}]]