Seleção Brasileira: Douglas Luiz abre o jogo sobre disputa no meio-campo e revela conversa com Dorival

O jogador também destacou a sua amizade de infância com João Gomes e destacou a confiança na equipe brasileira

Volante titular da Seleção?


Douglas Luiz abriu o jogo e falou sobre diversos assuntos relacionados à Seleção Brasileira. A equipe comandada por Dorival Júnior se prepara para a disputa da Copa América.


ReadyNow

Em entrevista coletiva, o jogador diminuiu os rumores sobre as exigências da CBF e destacou a sua amizade com João Gomes. Juntos, os dois amigos de infância disputam a posição entre os 11 titulares.

Para Douglas Luiz, que está perto de ser vendido para a Juventus, toda a concorrência é sadia. Ele também elogiou o trabalho que vem sendo pelo treinador.

Concorrência com o amigo de infância

Sobre a concorrência no meio-campo, o jogador destacou uma disputa sadia com João Gomes. Douglas Luiz destacou que tudo depende das características pedidas por Dorival.


Com a evolução do comércio eletrônico, PayRetailers inova para revolucionar o mercado de pagamentos - Startups
Avante NetWork - Casino Affiliate Platform | LinkedIn

iGaming & Gaming International Expo - IGI

“Não vejo como um jogo abaixo, é mais o que o jogo [amistoso contra os Estados Unidos] pedia. Eu tenho mais saída de bola, o Dorival precisava mais de alguém que tocava a bola do que alguém que pressionava. O Dorival tomou a decisão dele, de acordo com o jogo”, disse ele.

“Foi uma decisão boa, entrei, tentei dar o meu melhor… Não saímos com o resultado que esperávamos. Falei para o João levantar a cabeça. Como disse o Dorival, não tem nada decidido. É uma disputa sadia. Somos muito amigos e estamos torcendo um pelo outro”, explicou.

Ajustes na equipe

Outra questão abordada por Douglas Luiz foi em relação aos problemas defensivos da Seleção Brasileira. Para o jogador, é preciso que a equipe se cobre mais.

“A gente que joga mais na parte defensiva tem que se cobrar mais, sabemos a qualidade que a gente tem no ataque. Temos confiança que gol a gente vai marcar, então temos que melhorar defensivamente, assim vai nos ajudar a criar um resultado mais largo e sair com a vitória mais fácil”, analisou.

Sobre o seu futuro na Copa América, onde integra o Grupo D, o jogador foi bastante claro: “O Dorival está fazendo um grande trabalho, sabe a necessidade de um volante mais fixo ou não, depende do que os jogos vão exigir.”

O que diz a web

[[{“value”:”O jogador também destacou a sua amizade de infância com João Gomes e destacou a confiança na equipe brasileira
Volante titular da Seleção?

Douglas Luiz abriu o jogo e falou sobre diversos assuntos relacionados à Seleção Brasileira. A equipe comandada por Dorival Júnior se prepara para a disputa da Copa América.

Em entrevista coletiva, o jogador diminuiu os rumores sobre as exigências da CBF e destacou a sua amizade com João Gomes. Juntos, os dois amigos de infância disputam a posição entre os 11 titulares.

Para Douglas Luiz, que está perto de ser vendido para a Juventus, toda a concorrência é sadia. Ele também elogiou o trabalho que vem sendo pelo treinador.

Concorrência com o amigo de infância

Sobre a concorrência no meio-campo, o jogador destacou uma disputa sadia com João Gomes. Douglas Luiz destacou que tudo depende das características pedidas por Dorival.

“Não vejo como um jogo abaixo, é mais o que o jogo [amistoso contra os Estados Unidos] pedia. Eu tenho mais saída de bola, o Dorival precisava mais de alguém que tocava a bola do que alguém que pressionava. O Dorival tomou a decisão dele, de acordo com o jogo”, disse ele.

“Foi uma decisão boa, entrei, tentei dar o meu melhor… Não saímos com o resultado que esperávamos. Falei para o João levantar a cabeça. Como disse o Dorival, não tem nada decidido. É uma disputa sadia. Somos muito amigos e estamos torcendo um pelo outro”, explicou.

Ajustes na equipe

Outra questão abordada por Douglas Luiz foi em relação aos problemas defensivos da Seleção Brasileira. Para o jogador, é preciso que a equipe se cobre mais.

“A gente que joga mais na parte defensiva tem que se cobrar mais, sabemos a qualidade que a gente tem no ataque. Temos confiança que gol a gente vai marcar, então temos que melhorar defensivamente, assim vai nos ajudar a criar um resultado mais largo e sair com a vitória mais fácil”, analisou.

Sobre o seu futuro na Copa América, onde integra o Grupo D, o jogador foi bastante claro: “O Dorival está fazendo um grande trabalho, sabe a necessidade de um volante mais fixo ou não, depende do que os jogos vão exigir.”

O que diz a web”}]]