777 Partners vetou Breno Lopes no Vasco e motivo chama atenção

Jogador estava quase acertado com o Gigante, mas negociação teve dificuldades que resultaram em fracasso na transação

Temporada em curso e negociações no Vasco


Embora a temporada de 2024 tenha decolado, o Vasco aproveita o período de janela de transferência e se movimenta no mercado em busca de reforços. Nesta quinta-feira (8), depois de uma longa negociação, o Gigante assinou com o meio-campista Juan Sforza.


A reformulação do elenco vascaíno ainda está em curso e agora, o foco é a contratação do atacante Pedro Henrique, do Internacional. Porém, antes do atleta que já sinalizou interesse em desembarcar em São Januário, a direção Cruz-Maltina tinha outro nome no topo de suas prioridades.

Trata-se do atacante Breno Lopes, que atua pelo Palmeiras e que chegou a avançar nas conversas com o Vasco. Porém, embora o jogador tivesse atrativos para assinar com a equipe comandada pelo técnico Ramón Díaz, a negociação foi cancelada.

Entretanto, após a reviravolta surpreender a torcida vascaína, nesta quinta-feira veio à tona o motivo que fez com que a chegada do atacante fosse descartada na Colina Histórica.

Por que Breno Lopes foi vetado no Vasco?

Tudo foi por água abaixo por conta dos moldes da negociação. De acordo com apuração do Globo Esporte, as conversas caminhavam para que o atacante fosse emprestado. No entanto, a 777 Partners detectou uma nuance sobre a situação de Breno Lopes e não autorizou a sequência da transação.

Isso porque Breno tem vínculo com o Palmeiras até 2024, fato que o libera no meio do ano para assinar um pré-contrato com qualquer equipe e, desta forma, se transferir sem custos na operação. Mas, melou as conversas foram os valores envolvidos.

Ciente de que está prestes a ter uma situação complicada com seu atacante, correndo o risco de que em julho Breno Lopes deixa o Clube de graça, o Palmeiras exigiu algo em torno de 4 milhões de euros (cerca de 21 milhões de reais) pela liberação.

A 777 Partners avaliou que o negócio seria um erro e não autorizou o investimento. De fato, o valor exposto gera certa estranheza, afinal, o portal transfermarkt, que detalha dados de atletas, aponta que Breno tem os direitos econômicos avaliados em 1,80 milhões de euros, algo em torno de R$ 9,6 milhões.

Valor por Breno Lopes não faz sentido

Sem fazer sentido para a direção do Vasco, o negócio foi descartado, mas também outra situação colocou barreiras para o desfecho positivo, pois, de acordo com apuração do Globo Esporte, o atacante também fez uma contraproposta sobre a oferta Cruz-Maltina.

Não é a primeira vez que a 777 Partners veta contratações no Vasco, já que Bruno Henrique, que fechou com o Botafogo e de Cuéllar, volante que chegou a abrir conversas com o Gigante mas as tratativas não prosperaram.

Entretanto, outra situação que deixa o Vasco em xeque quanto aos seus desejos de mercado é a de Du Queiroz, volante que praticamente acertou os termos para fechar com o Cruz-Maltino, mas, o jogador que pertence ao Zenit não deve ser contratado, as sanções que envolvem a guerra entre Rússia e Ucrânia impediram o desfecho positivo.

Contudo, enquanto monitora o mercado e tenta encontrar reforços que possam ser contratados dentro das expectativas administrativas do Clube, o Vascão se prepara para o seu próximo duelo, que acontece nesta quinta-feira (8), contra o Audax-RJ, pelo Campeonato Carioca.

O que diz a torcida do Vasco

[[{“value”:”Jogador estava quase acertado com o Gigante, mas negociação teve dificuldades que resultaram em fracasso na transação
Temporada em curso e negociações no Vasco

Embora a temporada de 2024 tenha decolado, o Vasco aproveita o período de janela de transferência e se movimenta no mercado em busca de reforços. Nesta quinta-feira (8), depois de uma longa negociação, o Gigante assinou com o meio-campista Juan Sforza.

A reformulação do elenco vascaíno ainda está em curso e agora, o foco é a contratação do atacante Pedro Henrique, do Internacional. Porém, antes do atleta que já sinalizou interesse em desembarcar em São Januário, a direção Cruz-Maltina tinha outro nome no topo de suas prioridades.

Trata-se do atacante Breno Lopes, que atua pelo Palmeiras e que chegou a avançar nas conversas com o Vasco. Porém, embora o jogador tivesse atrativos para assinar com a equipe comandada pelo técnico Ramón Díaz, a negociação foi cancelada.

Entretanto, após a reviravolta surpreender a torcida vascaína, nesta quinta-feira veio à tona o motivo que fez com que a chegada do atacante fosse descartada na Colina Histórica.

Por que Breno Lopes foi vetado no Vasco?

Tudo foi por água abaixo por conta dos moldes da negociação. De acordo com apuração do Globo Esporte, as conversas caminhavam para que o atacante fosse emprestado. No entanto, a 777 Partners detectou uma nuance sobre a situação de Breno Lopes e não autorizou a sequência da transação.

Isso porque Breno tem vínculo com o Palmeiras até 2024, fato que o libera no meio do ano para assinar um pré-contrato com qualquer equipe e, desta forma, se transferir sem custos na operação. Mas, melou as conversas foram os valores envolvidos.

Ciente de que está prestes a ter uma situação complicada com seu atacante, correndo o risco de que em julho Breno Lopes deixa o Clube de graça, o Palmeiras exigiu algo em torno de 4 milhões de euros (cerca de 21 milhões de reais) pela liberação.

A 777 Partners avaliou que o negócio seria um erro e não autorizou o investimento. De fato, o valor exposto gera certa estranheza, afinal, o portal transfermarkt, que detalha dados de atletas, aponta que Breno tem os direitos econômicos avaliados em 1,80 milhões de euros, algo em torno de R$ 9,6 milhões.

Valor por Breno Lopes não faz sentido

Sem fazer sentido para a direção do Vasco, o negócio foi descartado, mas também outra situação colocou barreiras para o desfecho positivo, pois, de acordo com apuração do Globo Esporte, o atacante também fez uma contraproposta sobre a oferta Cruz-Maltina.

Não é a primeira vez que a 777 Partners veta contratações no Vasco, já que Bruno Henrique, que fechou com o Botafogo e de Cuéllar, volante que chegou a abrir conversas com o Gigante mas as tratativas não prosperaram.

Entretanto, outra situação que deixa o Vasco em xeque quanto aos seus desejos de mercado é a de Du Queiroz, volante que praticamente acertou os termos para fechar com o Cruz-Maltino, mas, o jogador que pertence ao Zenit não deve ser contratado, as sanções que envolvem a guerra entre Rússia e Ucrânia impediram o desfecho positivo.

Contudo, enquanto monitora o mercado e tenta encontrar reforços que possam ser contratados dentro das expectativas administrativas do Clube, o Vascão se prepara para o seu próximo duelo, que acontece nesta quinta-feira (8), contra o Audax-RJ, pelo Campeonato Carioca.

O que diz a torcida do Vasco”}]]