“Cabe ao Corinthians”: Mano Menezes faz exigência após demissão e diretoria é comunicada

Com António Oliveira já acertado, diretoria corinthiana enfrenta dificuldades com ex-treinador

Corinthians perde mais uma no Paulistão


Já são cinco jogos de agonia para o torcedor do Corinthians. Com atuações pífias e resultados desanimadores, o Timão amarga a penúltima colocação geral do Campeonato Paulista. O desempenho ruim resultou na demissão de Mano Menezes.


Depois de perder para Ituano, São Bernardo, São Paulo e Novorizontino, Mano não resistiu no cargo e foi demitido pela diretoria comandada pelo presidente Augusto Melo, que vinha bancando o treinador.

Na última quarta-feira, já com o auxiliar Thiago Kosloski à beira do gramado, o Time do Povo visitou o Santos na Vila Belmiro e conheceu sua quinta derrota. Com gol de João Schmidt, os donos da casa venceram por 1 a 0.

O resultado estacionou o Corinthians na vice-lanterna do Paulistão, com apenas três pontos conquistados. Caso o Santo André vença (ou até empate) com o Mirassol nesta quinta-feira (8), coloca o Timão em último.

Mano Menezes quer garantias

O valor da multa rescisória de Mano não foi confirmado e muitas cifras são especuladas. Fato é que, segundo o jornalista André Hernan, o profissional não quer ser uma pedra no sapato do clube.

A direção corinthiana já encaminhou a contratação de António Oliveira, que inclusive já se despediu do Cuiabá, mas precisa primeiro se acertar com Mano e também com o clube mato-grossense.

Enquanto isso, Kosloski segue comandando os treinos e aguarda uma definição do caso. Outros nomes foram sondados e até teve negociações abertas, como foi o caso de Márcio Zanardi, que está no São Bernardo.

Por já ter comandado o Bernô não atual edição do Paulista, Zanardi não poderia assumir outra equipe na mesma competição. A regra é prevista no regulamento do Paulistão desde 2016.

Vale ressaltar que Mano Menezes não foi uma contratação feita pela gestão de Augusto Melo, mas por Duílio Monteiro Alves, que deixou a presidência no fim do ano passado.

Após a demissão de Mano, Augusto chegou a convocar uma reunião com as Torcidas Organizadas do Corinthians para uma reunião. A intenção era que os torcedores ajudassem na escolha do novo técnico.

O nome de Cuca, aliás, chegou a ser ventilado e ganhou força (ao menos entre alguns torcedores), mas o Corinthians rapidamente emitiu uma nota oficial negando a possibilidade de contratá-lo.

Agora, tudo depende do Corinthians para resolver a situação o mais rápido possível. Sem acerto com Mano, a chegada de António Oliveira fica impossibilitada.

Fiel repercute momento do Corinthians

[[{“value”:”Com António Oliveira já acertado, diretoria corinthiana enfrenta dificuldades com ex-treinador
Corinthians perde mais uma no Paulistão

Já são cinco jogos de agonia para o torcedor do Corinthians. Com atuações pífias e resultados desanimadores, o Timão amarga a penúltima colocação geral do Campeonato Paulista. O desempenho ruim resultou na demissão de Mano Menezes.

Depois de perder para Ituano, São Bernardo, São Paulo e Novorizontino, Mano não resistiu no cargo e foi demitido pela diretoria comandada pelo presidente Augusto Melo, que vinha bancando o treinador.

Na última quarta-feira, já com o auxiliar Thiago Kosloski à beira do gramado, o Time do Povo visitou o Santos na Vila Belmiro e conheceu sua quinta derrota. Com gol de João Schmidt, os donos da casa venceram por 1 a 0.

O resultado estacionou o Corinthians na vice-lanterna do Paulistão, com apenas três pontos conquistados. Caso o Santo André vença (ou até empate) com o Mirassol nesta quinta-feira (8), coloca o Timão em último.

Mano Menezes quer garantias

O valor da multa rescisória de Mano não foi confirmado e muitas cifras são especuladas. Fato é que, segundo o jornalista André Hernan, o profissional não quer ser uma pedra no sapato do clube.

A direção corinthiana já encaminhou a contratação de António Oliveira, que inclusive já se despediu do Cuiabá, mas precisa primeiro se acertar com Mano e também com o clube mato-grossense.

Enquanto isso, Kosloski segue comandando os treinos e aguarda uma definição do caso. Outros nomes foram sondados e até teve negociações abertas, como foi o caso de Márcio Zanardi, que está no São Bernardo.

Por já ter comandado o Bernô não atual edição do Paulista, Zanardi não poderia assumir outra equipe na mesma competição. A regra é prevista no regulamento do Paulistão desde 2016.

Vale ressaltar que Mano Menezes não foi uma contratação feita pela gestão de Augusto Melo, mas por Duílio Monteiro Alves, que deixou a presidência no fim do ano passado.

Após a demissão de Mano, Augusto chegou a convocar uma reunião com as Torcidas Organizadas do Corinthians para uma reunião. A intenção era que os torcedores ajudassem na escolha do novo técnico.

O nome de Cuca, aliás, chegou a ser ventilado e ganhou força (ao menos entre alguns torcedores), mas o Corinthians rapidamente emitiu uma nota oficial negando a possibilidade de contratá-lo.

Agora, tudo depende do Corinthians para resolver a situação o mais rápido possível. Sem acerto com Mano, a chegada de António Oliveira fica impossibilitada.

Fiel repercute momento do Corinthians”}]]