Ex-Corinthians e São Paulo, Petros promove torneio de beach tennis em Pernambuco

O volante Petros, de 34 anos, ex-Corinthians e São Paulo, será o promotor de um dos maiores torneios de beach tennis do circuito internacional. O jogador, há seis anos na Arábia Saudita e que atualmente defende o Neom, está organizando o EMS Open.


“A ideia é transformar a primeira edição do evento em algo único. Abrimos inscrições há três dias e já temos 500 atletas confirmados”, conta Petros, em entrevista à Máquina do Esporte.


Além dos naming rights da EMS, o volante já conseguiu o patrocínio do River Shopping, principal centro de comércio local. O atlleta afirma que tem conversado com outras empresas, de ramos como farmácia, alimentação e bebidas. Tudo para cobrir os custos orçados entre R$ 1,5 milhão e R$ 2 milhões.

“Só hoje tenho seis reuniões com grandes empresas”, conta o jogador, que gerencia o projeto mesmo estando longe, através de teleconferências com os possíveis interessados no Brasil.

“Caso os patrocínios e ingressos não cubram os custos, vou investir. A perspectiva é transformar isso no Rio Open do beach tennis”, diz Petros, referindo-se à principal competição internacional de tênis do Brasil.

O evento terá transmissão da Play BT, streaming especializado na modalidade. Há negociações avançadas com um canal de esportes na TV fechada.

O evento terá competições de BT 10, BT 200 e BT 400 (cada torneio concede diferentes premiações e pontos no ranking mundial), além de disputa entre amadores. A competição irá pagar US$ 40 mil em premiação.

Outra atração que pode entrar na programação é um torneio de ex-jogadores de futebol que viraram adeptos da nova modalidade. O ex-atacante Rafael Moura, que deixou os gramados em 2020 e no ano seguinte iniciou carreira nas areias, é presença já confirmada. O jogador ocupa atualmente a 309ª colocação no ranking mundial.

“Vamos trazer um esporte de praia para uma região que não tem praia. Isso é muito legal”

Petros, ex-volante de Corinthians e São Paulo

“Estou em contato com Amoroso, Tinga, Jailson [ex-goleiro do Palmeiras], Fabio Luciano… Podemos criar um torneio para ex-atletas do futebol. Se eles toparem, conseguimos fazer um evento dentro do evento lá em Petrolina. Seria bem interessante”, planeja Petros.

Planos

O volante, além de organizador da competição, também confirmou presença no torneio amador de beach tennis, tanto em simples como em duplas.

“Em abril estarei de férias do campeonato aqui da Arábia Saudita. Chegarei uma semana antes da competição”, conta o atleta, que pretende jogar mais quatro anos no país, mas ao contrário da maioria dos brasileiros que atua no exterior, não pretende deixar o Oriente Médio.

“Estou fazendo o segundo curso na Uefa para me habilitar a ser diretor de futebol”, explica;

Petros faz o curso em inglês. Ele diz que se tornou poliglota no exterior. Além de português e inglês, ele fala espanhol e “arranha o árabe”.

“Brasileiro que disser que sabe falar está mentindo. A língua é muito difícil. Cada nome pode ser escrito de cem maneiras distintas”, espanta-se.

Estrutura

A competição em Petrolina terá uma arena de 20 mil m2 quadrados, sendo 8 mil m2 do complexo esportivo que ele ergueu na cidade e mais 12 mil m2 de estrutura provisória para o evento.

O complexo esportivo de Petros, intitulado EMS Arena, conta com 12 quadras para esportes de areia, campo de futebol society, piscina semiolímpica aquecida, estúdio de pilates, quatro salas para atividades esportivas diversas, como ioga, balé e artes marciais, clínica médica para alto rendimento, brinquedoteca com estrutura para crianças autistas, coworking e restaurante natural.

“Realizamos eventos todos os meses e promovemos aulas de diversas modalidades todos os dias. A ideia é usar o espaço para tirar as crianças das ruas e das telas”, conta Petros, mostrando o lado social de seu projeto na cidade.  

Ação social e sustentabilidade

Além do torneio de beach tennis, a ideia do jogador é oferecer opções de entretenimento, com ativações de patrocinadores e shows musicais, como do cantor de forró João Gomes. Ivete Sangalo gravou um vídeo sobre o evento, mas não garantiu presença.

“Vamos promover o EMS Open todos os anos para fazer dele um dos maiores eventos de beach tennis do mundo”, planeja.

O organizador também planeja realizar ações sociais e de sustentabilidade. Segundo ele, será o primeiro evento de beach tennis do Nordeste com carbono zero.

Outra das iniciativas é trazer crianças das escolas públicas para participar de atividades esportivas. Também haverá repasse de parte do valor arrecadado com os ingressos para a escavação de poços artesianos para comunidades sem água potável.

“A questão social e a climática são importantes para nós. E queremos fomentar o esporte. Vamos trazer um esporte de praia para uma região que não tem praia. Isso é muito legal”, diz, entusiasmado.

O post Ex-Corinthians e São Paulo, Petros promove torneio de beach tennis em Pernambuco apareceu primeiro em Máquina do Esporte.

EMS Open, que será disputado em arena montada por jogador, em Petrolina, já conta com 500 atletas inscritos
O post Ex-Corinthians e São Paulo, Petros promove torneio de beach tennis em Pernambuco apareceu primeiro em Máquina do Esporte.