Presidente do Corisabbá-PI presta depoimento após suspeita de manipulação de resultados em jogo da equipe

Anderson Kamar foi convocado pela Delegacia Especializada de Crimes Contra a Ordem Tributária por causa de jogo do Campeonato Piauiense.



Piauí.- O presidente do Corisabbá, Anderson Kamar, foi intimado para prestar depoimento sobre possíveis casos de manipulação de resultados no Campeonato Piauiense. Ele compareceu à Delegacia Especializada de Crimes Contra a Ordem Tributária, Econômica e Contra as Relações de Consumo (Decoortec) acompanhado de seus advogados, na última terça-feira (6).

Segundo reportagem do ge, além de prestar seu depoimento, Anderson Kamar entregou uma lista completa dos atletas que integram o elenco do Corisabbá nesta temporada. Ele também enfatizou o compromisso do clube em colaborar com qualquer investigação em andamento.

“Fui intimado, vim aqui até Teresina, para prestar o meu esclarecimento e trazer algumas documentações que haviam me pedido. Dizer para o povo da nossa cidade (Floriano), para quem acompanhar o futebol piauiense, que o Corisabbá está à disposição para qualquer tipo de informação”, declarou Anderson ao ge.

O dirigente do Alvinegro também declarou que enviará um documento à Federação de Futebol do Piauí (FFP) solicitando a exclusão dos jogos do Corisabbá das opções oferecidas pelas casas de apostas esportivas.

A partida investigada foi entre Parnahyba e Corisabbá, que teve um volume atípico de apostas. O confronto suspeito foi realizado no dia 28 de janeiro, cujo placar terminou 3×0 para o mandante.

A Sportradar, empresa de monitoramento de apostas esportivas irregulares, identificou as movimentações suspeitas e alertou a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), contratante da instituição para análise das competições no Brasil. A CBF repassou o alerta para a federação do Piauí.

Anderson Kamar foi convocado pela Delegacia Especializada de Crimes Contra a Ordem Tributária por causa de jogo do Campeonato Piauiense.

Piauí.- O presidente do Corisabbá, Anderson Kamar, foi intimado para prestar depoimento sobre possíveis casos de manipulação de resultados no Campeonato Piauiense. Ele compareceu à Delegacia Especializada de Crimes Contra a Ordem Tributária, Econômica e Contra as Relações de Consumo (Decoortec) acompanhado de seus advogados, na última terça-feira (6).

Segundo reportagem do ge, além de prestar seu depoimento, Anderson Kamar entregou uma lista completa dos atletas que integram o elenco do Corisabbá nesta temporada. Ele também enfatizou o compromisso do clube em colaborar com qualquer investigação em andamento.

“Fui intimado, vim aqui até Teresina, para prestar o meu esclarecimento e trazer algumas documentações que haviam me pedido. Dizer para o povo da nossa cidade (Floriano), para quem acompanhar o futebol piauiense, que o Corisabbá está à disposição para qualquer tipo de informação”, declarou Anderson ao ge.

O dirigente do Alvinegro também declarou que enviará um documento à Federação de Futebol do Piauí (FFP) solicitando a exclusão dos jogos do Corisabbá das opções oferecidas pelas casas de apostas esportivas.

A partida investigada foi entre Parnahyba e Corisabbá, que teve um volume atípico de apostas. O confronto suspeito foi realizado no dia 28 de janeiro, cujo placar terminou 3×0 para o mandante.

A Sportradar, empresa de monitoramento de apostas esportivas irregulares, identificou as movimentações suspeitas e alertou a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), contratante da instituição para análise das competições no Brasil. A CBF repassou o alerta para a federação do Piauí.