Rogério Ceni ficou ‘pistola’: Bahia atinge marca negativa na temporada

Tricolor de Aço sofreu revés para o River-PI na Copa do Nordeste

Pior número de finalizações na temporada


A derrota do Bahia para o River-PI no último sábado representou um revés inesperado para o time principal do Tricolor, que vinha de uma sequência de cinco vitórias consecutivas.


O confronto chamou atenção não apenas pelo resultado negativo, mas também pela redução significativa no número de finalizações em relação aos jogos anteriores.

Com apenas 14 tentativas ao gol, sendo oito delas no alvo, o Bahia ficou em branco pela primeira vez na temporada de 2024, destacando-se por uma média de finalizações bem abaixo do padrão apresentado anteriormente.

Durante a sequência de vitórias, o Tricolor de Aço acumulou 134 finalizações, o que representava uma média de 26 por jogo. Porém, diante do River-PI, esse número caiu consideravelmente, evidenciando uma performance abaixo do esperado.

O que disse Rogério Ceni?

Antes do confronto, a média de finalizações no alvo era de 12, número que também foi reduzido para oito durante a partida contra o River.

É válido ressaltar que os dois primeiros jogos do Bahia na temporada foram disputados com uma equipe alternativa, durante a pré-temporada realizada em Manchester, na Inglaterra. Esses jogos não estão sendo contabilizados, mas a diferença no desempenho do time principal em relação aos confrontos anteriores é evidente.

Em entrevista coletiva após a partida, o técnico Rogério Ceni avaliou que o Bahia não teve um bom desempenho contra o River-PI e destacou a menor quantidade de oportunidades de gol em comparação com os jogos anteriores. Apesar de não ter sido um jogo ruim, Ceni reconheceu a importância de encontrar maneiras de vencer, independentemente das circunstâncias.

Das poucas tentativas de gol do Tricolor contra o River-PI, sete foram defendidas pelo goleiro adversário e uma acertou a trave, evidenciando a falta de efetividade do ataque tricolor no confronto.

Próximo compromisso do Tricolor de Aço

O treinador preferiu não comentar sobre as condições do gramado do Albertão, que ficou prejudicado devido à chuva, mas ressaltou que a equipe jogou dentro das condições apresentadas. Apesar do revés, o ataque do Bahia mantém-se como um dos destaques da temporada, com 16 gols marcados em seis partidas, resultando em uma média de 2,6 gols por jogo.

Jogadores como Everaldo, Jean Lucas, Everton Ribeiro, Rafael Ratão e Yago Felipe têm contribuído para o poderio ofensivo do time, enquanto Biel lidera o ranking de assistências, seguido de perto por Caio Alexandre.

A próxima oportunidade para o Bahia recuperar-se do resultado negativo e demonstrar seu poderio ofensivo será nesta quinta-feira, quando enfrentará o América-RN pela terceira rodada da Copa do Nordeste.

O jogo, que acontecerá na Fonte Nova às 20h (horário de Brasília), será uma oportunidade para o Tricolor mostrar sua força diante de sua torcida e retomar o caminho das vitórias. Os ingressos para a partida já estão à venda, e a expectativa é de uma grande presença de público.

O que dizem os torcedores

[[{“value”:”Tricolor de Aço sofreu revés para o River-PI na Copa do Nordeste
Pior número de finalizações na temporada

A derrota do Bahia para o River-PI no último sábado representou um revés inesperado para o time principal do Tricolor, que vinha de uma sequência de cinco vitórias consecutivas.

O confronto chamou atenção não apenas pelo resultado negativo, mas também pela redução significativa no número de finalizações em relação aos jogos anteriores.

Com apenas 14 tentativas ao gol, sendo oito delas no alvo, o Bahia ficou em branco pela primeira vez na temporada de 2024, destacando-se por uma média de finalizações bem abaixo do padrão apresentado anteriormente.

Durante a sequência de vitórias, o Tricolor de Aço acumulou 134 finalizações, o que representava uma média de 26 por jogo. Porém, diante do River-PI, esse número caiu consideravelmente, evidenciando uma performance abaixo do esperado.

O que disse Rogério Ceni?

Antes do confronto, a média de finalizações no alvo era de 12, número que também foi reduzido para oito durante a partida contra o River.

É válido ressaltar que os dois primeiros jogos do Bahia na temporada foram disputados com uma equipe alternativa, durante a pré-temporada realizada em Manchester, na Inglaterra. Esses jogos não estão sendo contabilizados, mas a diferença no desempenho do time principal em relação aos confrontos anteriores é evidente.

Em entrevista coletiva após a partida, o técnico Rogério Ceni avaliou que o Bahia não teve um bom desempenho contra o River-PI e destacou a menor quantidade de oportunidades de gol em comparação com os jogos anteriores. Apesar de não ter sido um jogo ruim, Ceni reconheceu a importância de encontrar maneiras de vencer, independentemente das circunstâncias.

Das poucas tentativas de gol do Tricolor contra o River-PI, sete foram defendidas pelo goleiro adversário e uma acertou a trave, evidenciando a falta de efetividade do ataque tricolor no confronto.

Próximo compromisso do Tricolor de Aço

O treinador preferiu não comentar sobre as condições do gramado do Albertão, que ficou prejudicado devido à chuva, mas ressaltou que a equipe jogou dentro das condições apresentadas. Apesar do revés, o ataque do Bahia mantém-se como um dos destaques da temporada, com 16 gols marcados em seis partidas, resultando em uma média de 2,6 gols por jogo.

Jogadores como Everaldo, Jean Lucas, Everton Ribeiro, Rafael Ratão e Yago Felipe têm contribuído para o poderio ofensivo do time, enquanto Biel lidera o ranking de assistências, seguido de perto por Caio Alexandre.

A próxima oportunidade para o Bahia recuperar-se do resultado negativo e demonstrar seu poderio ofensivo será nesta quinta-feira, quando enfrentará o América-RN pela terceira rodada da Copa do Nordeste.

O jogo, que acontecerá na Fonte Nova às 20h (horário de Brasília), será uma oportunidade para o Tricolor mostrar sua força diante de sua torcida e retomar o caminho das vitórias. Os ingressos para a partida já estão à venda, e a expectativa é de uma grande presença de público.

O que dizem os torcedores”}]]