Sem clubismo, Edmundo elogia titular do Flamengo: “Faz tudo”

Durante análise o ex-jogador avaliou o trabalho do técnico Tite no Flamengo e se rendeu a um titular da equipe

Movimentações no mercado


Convicto do trabalho que vem realizando a frente do Flamengo, Tite vem buscando a evolução da equipe e deixa-la mais consistente dentro de campo. A intenção é fortalecer o elenco e buscar alternativa nas categorias de base.


ReadyNow

Principalmente diante da saída de Fabrício Bruno, após interesse do West Ham, com isso, dando vaga assim, para a titularidade de Léo Ortiz. Entretanto, o jogador não é o único cobiçado para deixar a equipe na próxima janela de transferência.

Isso porque, Bruno Henrique se tornou alvo de um clube turco, mas o Rubro-Negro garantiu a sua permanência na próxima temporada. A intenção da gestão é manter o elenco forte e qualificado visando a conquista de títulos na temporada.

Análise do elenco

Um dos grandes acertos da equipe na temporada foi a contratação de De la Cruz, que custou R$ 77 milhões na época. Apesar do uruguaio se visto como um ‘faz tudo’ no elenco, já que consegue se adaptar bem em outras posições, Edmundo destacou o desempenho do jogador no esquema tático de Tite.


Com a evolução do comércio eletrônico, PayRetailers inova para revolucionar o mercado de pagamentos - Startups
Avante NetWork - Casino Affiliate Platform | LinkedIn

iGaming & Gaming International Expo - IGI

“O Tite gosta de jogar com dois volantes, mesmo o Flamengo não precisando. São dois volantes e mais o De La Cruz, que é um motorzinho e faz tudo. Ele marca e chega lá na frente. Isso é muito questionado aqui pelos torcedores do Flamengo no Rio de Janeiro”, disse Edmundo, em live no YouTube.

Mandou a real

Edmundo ainda pontou que grandes nomes acabam sendo reservas no elenco Rubro-Negro, como: Gabigol e Bruno Henrique. E que podendo optar por um esquema mais ofensivo, Tite opta em manter o mesmo padrão tático nos jogos.

“O Tite não abre mão de dois volantes. Ele tem jogadores espetaculares. Bota Gabigol e Bruno Henrique no banco, tem o menino Lorran, o zagueiro que chegou do Bragantino (Léo Ortiz)… tem jogadores que se fosse para qualquer outro time, inclusive o Vasco, seriam titulares absolutos. Mas ele não abre mão de dois volantes. É uma convicção do trabalho do Tite”, afirmou.

[[{“value”:”Durante análise o ex-jogador avaliou o trabalho do técnico Tite no Flamengo e se rendeu a um titular da equipe
Movimentações no mercado

Convicto do trabalho que vem realizando a frente do Flamengo, Tite vem buscando a evolução da equipe e deixa-la mais consistente dentro de campo. A intenção é fortalecer o elenco e buscar alternativa nas categorias de base.

Principalmente diante da saída de Fabrício Bruno, após interesse do West Ham, com isso, dando vaga assim, para a titularidade de Léo Ortiz. Entretanto, o jogador não é o único cobiçado para deixar a equipe na próxima janela de transferência.

Isso porque, Bruno Henrique se tornou alvo de um clube turco, mas o Rubro-Negro garantiu a sua permanência na próxima temporada. A intenção da gestão é manter o elenco forte e qualificado visando a conquista de títulos na temporada.

Análise do elenco

Um dos grandes acertos da equipe na temporada foi a contratação de De la Cruz, que custou R$ 77 milhões na época. Apesar do uruguaio se visto como um ‘faz tudo’ no elenco, já que consegue se adaptar bem em outras posições, Edmundo destacou o desempenho do jogador no esquema tático de Tite.

“O Tite gosta de jogar com dois volantes, mesmo o Flamengo não precisando. São dois volantes e mais o De La Cruz, que é um motorzinho e faz tudo. Ele marca e chega lá na frente. Isso é muito questionado aqui pelos torcedores do Flamengo no Rio de Janeiro”, disse Edmundo, em live no YouTube.

Mandou a real

Edmundo ainda pontou que grandes nomes acabam sendo reservas no elenco Rubro-Negro, como: Gabigol e Bruno Henrique. E que podendo optar por um esquema mais ofensivo, Tite opta em manter o mesmo padrão tático nos jogos.

“O Tite não abre mão de dois volantes. Ele tem jogadores espetaculares. Bota Gabigol e Bruno Henrique no banco, tem o menino Lorran, o zagueiro que chegou do Bragantino (Léo Ortiz)… tem jogadores que se fosse para qualquer outro time, inclusive o Vasco, seriam titulares absolutos. Mas ele não abre mão de dois volantes. É uma convicção do trabalho do Tite”, afirmou.”}]]