Yuri Alberto manda resposta na lata para Mano Menezes após polêmica pesada no Corinthians

Os dois se envolveram em um caso que repercutiu muito e caiu de forma muito negativa nos bastidores do Paque São Jorge

Yuri relembra atrito com Mano Menezes


Sob o comando de António Oliveira, o Corinthians voltou a vencer no Paulistão. Yuri Alberto que também vinha baixa marcou um gol e teve seu nome gritado pela Fiel. Espera-se que esse seja o começo da volta por cima do camisa 9.


O atacante foi entrevistado na saída de campo e foi bem direto ao falar de uma polêmica recente em que esteve envolvido com o técnico Mano Menezes, que deu o que falar nos bastidores do Parque São Jorge.

Quando ainda era comandado pelo profissional, o atacante foi chamado de burro pelo treinador em alto e bom tom. Isso não caiu nada bem e repercutiu de forma negativa. Pela primeira vez, o camisa 9 relembrou o fato e se manifestou sobre o ocorrido.

“Pode acontecer (clima pesado de Mano Menezes com o elenco pelo episódio). Foi uma infelicidade dele, graças a Deus tive inteligência na hora, me resolvi com ele na hora. Ele também me pediu desculpa depois, estava nervoso”, iniciou.

Atacante revela chateação com ocorrido e má fase

Porém, apesar de tratar o caso como resolvido e águas passadas, ele não fez questão de mandar um recado dizendo que ficou chateado. O camisa 9 reconheceu a má fase, mas afirmou que parece que nestes momentos todos querem se aproveitar e tirar uma casquinha.

Yuri ainda disse que esse momento foi bem complicado e que ficou chateado de não estar rendendo o que era esperando no Timão. Por um lado otimista, nos últimos três jogos, ele balançou as redes duas vezes.

“É difícil falar neste momento. Parece que, pelo momento que estou, todo mundo quer tirar uma ‘casquinha’. Foi um momento muito difícil para mim. Só agradecer à minha equipe, meu fisiologista, meu psicólogo”, revelou o centroavante.

“Tava muito chateado. Não sou uma máquina, lógico que sinto, tenho sentimentos. No final, se transforma em raiva. A chateação desanima, a raiva te motiva. Queria mostrar que tinha a capacidade de entregar o que entreguei quando cheguei. Foram momentos difíceis que passei, muita humilhação, à minha família também”, finalizou Yuri Alberto.

Mano também se posicionou sobre o caso

Vale lembrar que Mano Menezes já havia comentado sobre o assunto ainda na coletiva após aquele jogo. Ele citou que não quis expor o atacante e muito menos que foi algo pessoal. Ele relatou que a situação foi tirada de um contexto de jogo.

Para enfatizar a situação, ele finalizou sua fala sobre a polêmica, relembrando que dias antes tinha falado de outro jogador do elenco. Na ocasião relatada pelo ex-treinador do Timão, ele acabou cornetando Raniele e isso deu o que falar pela maneira que foi dito e por ter citado outro Clube.

“A gente não descontextualiza, quem quer fazer tumulto. As palavras são fortes no futebol, mas nos abraçamos porque sabe que a cobrança não é pessoal. A atitude pode ter sido burra naquele momento, uma falta de ataque, com um homem a mais”, esclareceu Mano.

Sempre é atitude, não a pessoa. Quem deu meio chutinho sabe que é assim. Vamos continuar falar da pessoa do futebol, aí se quiser fazer reality show, vai para outra coisa. Estamos acostumados com a repercussão a rede social. Era em Cuiabá, não no Cuiabá, lá de Cuiabá, esse foi o termo que usei com o Raniele”, encerrou o treinador.

Fiel repercute polêmica na web

[[{“value”:”Os dois se envolveram em um caso que repercutiu muito e caiu de forma muito negativa nos bastidores do Paque São Jorge
Yuri relembra atrito com Mano Menezes

Sob o comando de António Oliveira, o Corinthians voltou a vencer no Paulistão. Yuri Alberto que também vinha baixa marcou um gol e teve seu nome gritado pela Fiel. Espera-se que esse seja o começo da volta por cima do camisa 9.

O atacante foi entrevistado na saída de campo e foi bem direto ao falar de uma polêmica recente em que esteve envolvido com o técnico Mano Menezes, que deu o que falar nos bastidores do Parque São Jorge.

Quando ainda era comandado pelo profissional, o atacante foi chamado de burro pelo treinador em alto e bom tom. Isso não caiu nada bem e repercutiu de forma negativa. Pela primeira vez, o camisa 9 relembrou o fato e se manifestou sobre o ocorrido.

“Pode acontecer (clima pesado de Mano Menezes com o elenco pelo episódio). Foi uma infelicidade dele, graças a Deus tive inteligência na hora, me resolvi com ele na hora. Ele também me pediu desculpa depois, estava nervoso”, iniciou.

Atacante revela chateação com ocorrido e má fase

Porém, apesar de tratar o caso como resolvido e águas passadas, ele não fez questão de mandar um recado dizendo que ficou chateado. O camisa 9 reconheceu a má fase, mas afirmou que parece que nestes momentos todos querem se aproveitar e tirar uma casquinha.

Yuri ainda disse que esse momento foi bem complicado e que ficou chateado de não estar rendendo o que era esperando no Timão. Por um lado otimista, nos últimos três jogos, ele balançou as redes duas vezes.

“É difícil falar neste momento. Parece que, pelo momento que estou, todo mundo quer tirar uma ‘casquinha’. Foi um momento muito difícil para mim. Só agradecer à minha equipe, meu fisiologista, meu psicólogo”, revelou o centroavante.

“Tava muito chateado. Não sou uma máquina, lógico que sinto, tenho sentimentos. No final, se transforma em raiva. A chateação desanima, a raiva te motiva. Queria mostrar que tinha a capacidade de entregar o que entreguei quando cheguei. Foram momentos difíceis que passei, muita humilhação, à minha família também”, finalizou Yuri Alberto.

Mano também se posicionou sobre o caso

Vale lembrar que Mano Menezes já havia comentado sobre o assunto ainda na coletiva após aquele jogo. Ele citou que não quis expor o atacante e muito menos que foi algo pessoal. Ele relatou que a situação foi tirada de um contexto de jogo.

Para enfatizar a situação, ele finalizou sua fala sobre a polêmica, relembrando que dias antes tinha falado de outro jogador do elenco. Na ocasião relatada pelo ex-treinador do Timão, ele acabou cornetando Raniele e isso deu o que falar pela maneira que foi dito e por ter citado outro Clube.

“A gente não descontextualiza, quem quer fazer tumulto. As palavras são fortes no futebol, mas nos abraçamos porque sabe que a cobrança não é pessoal. A atitude pode ter sido burra naquele momento, uma falta de ataque, com um homem a mais”, esclareceu Mano.

“Sempre é atitude, não a pessoa. Quem deu meio chutinho sabe que é assim. Vamos continuar falar da pessoa do futebol, aí se quiser fazer reality show, vai para outra coisa. Estamos acostumados com a repercussão a rede social. Era em Cuiabá, não no Cuiabá, lá de Cuiabá, esse foi o termo que usei com o Raniele”, encerrou o treinador.

Fiel repercute polêmica na web”}]]