Felipe Melo é suspenso após empurrão, mas assessor também leva punição; veja decisão do STJD

STJD anunciou suspensões ao volante do Fluminense e funcionário do Atlético-GO, que também acabou recebendo punição por polêmica em jogo do Brasileirão

Punições a Felipe Melo e ao assessor do Atlético-GO


Na derrota por 2 a 1 do Fluminense para o Atlético-GO, há cerca de 15 dias, o volante Felipe Melo foi suspenso por um jogo no Brasileirão Série A 2024. O veterano empurrou o assessor de imprensa do time goiano após a comemoração do gol da vitória do Dragão no Maracanã, o que irritou o defensor.


ReadyNow

A decisão foi indicada pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), órgão da CBF para punições antidesportivas nas competições canceladas pela entidade. E, há pouco, Felipe Melo ficou sabendo da punição para o assessor.

Álvaro de Castro, funcionário do Atlético-GO, foi punido também por decisão do STJD. Ele foi julgado nesta quarta-feira pela 3ª comissão disciplinar e acabou condenado por “invasão de campo” na ocasião.

O assessor do Dragão foi suspenso por 15 dias. O incidente gerou grande repercussão e também revolta do Atlético-GO. O presidente do time goiano acusou Felipe Melo de agressão e pediu maior pena ao volante.


Com a evolução do comércio eletrônico, PayRetailers inova para revolucionar o mercado de pagamentos - Startups
Avante NetWork - Casino Affiliate Platform | LinkedIn

iGaming & Gaming International Expo - IGI

Apurações sobre a decisão do STJD

Na ocasião, Álvaro relatou ameaças e agressões de funcionários do Fluminense dentro do Maracanã, informa o UOL. O Tricolor nega as acusações por parte do funcionário do Atlético-GO.

O assessor afirmou também que Felipe Melo era um ser desprezível e registrou um Boletim de Ocorrência (B.O) contra o jogador tricolor. “Pesou contra o assessor do Atlético-GO o fato dele ter invadido o campo”, apurou o UOL.

“Um dos auditores chegou a dizer que, caso isso não tivesse ocorrido, Felipe Melo não teria dado um empurrão no funcionário”, complementou o jornalista Bruno Braz em sua matéria divulgada esta tarde.

Felipe Melo já cumpriu a suspensão

Felipe Melo esteve presencialmente na audiência e negou que tenha agredido o assessor de imprensa do Atlético-GO. Admitiu, porém, que agiu errado e disse ter sido “tomado pela emoção”, informou Braz.

Como Felipe Melo na ocasião foi expulso pela agressão, ele cumpriu a suspensão automática na partida seguinte, contra o Cruzeiro e já está apto a entrar em campo novamente pelo Fluminense.

Entretanto, o volante se recupera de lesão na panturrilha esquerda. Ele não tem prazo de retorno revelado, por isso está fora do duelo contra o Internacional, nesta quinta-feira (4), no Maracanã, pela 14ª rodada do Brasileirão Série A 2024.

[[{“value”:”STJD anunciou suspensões ao volante do Fluminense e funcionário do Atlético-GO, que também acabou recebendo punição por polêmica em jogo do Brasileirão
Punições a Felipe Melo e ao assessor do Atlético-GO

Na derrota por 2 a 1 do Fluminense para o Atlético-GO, há cerca de 15 dias, o volante Felipe Melo foi suspenso por um jogo no Brasileirão Série A 2024. O veterano empurrou o assessor de imprensa do time goiano após a comemoração do gol da vitória do Dragão no Maracanã, o que irritou o defensor.

A decisão foi indicada pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), órgão da CBF para punições antidesportivas nas competições canceladas pela entidade. E, há pouco, Felipe Melo ficou sabendo da punição para o assessor.

Álvaro de Castro, funcionário do Atlético-GO, foi punido também por decisão do STJD. Ele foi julgado nesta quarta-feira pela 3ª comissão disciplinar e acabou condenado por “invasão de campo” na ocasião.

O assessor do Dragão foi suspenso por 15 dias. O incidente gerou grande repercussão e também revolta do Atlético-GO. O presidente do time goiano acusou Felipe Melo de agressão e pediu maior pena ao volante.

Apurações sobre a decisão do STJD

Na ocasião, Álvaro relatou ameaças e agressões de funcionários do Fluminense dentro do Maracanã, informa o UOL. O Tricolor nega as acusações por parte do funcionário do Atlético-GO.

O assessor afirmou também que Felipe Melo era um ser desprezível e registrou um Boletim de Ocorrência (B.O) contra o jogador tricolor. “Pesou contra o assessor do Atlético-GO o fato dele ter invadido o campo”, apurou o UOL.

“Um dos auditores chegou a dizer que, caso isso não tivesse ocorrido, Felipe Melo não teria dado um empurrão no funcionário”, complementou o jornalista Bruno Braz em sua matéria divulgada esta tarde.

Felipe Melo já cumpriu a suspensão

Felipe Melo esteve presencialmente na audiência e negou que tenha agredido o assessor de imprensa do Atlético-GO. Admitiu, porém, que agiu errado e disse ter sido “tomado pela emoção”, informou Braz.

Como Felipe Melo na ocasião foi expulso pela agressão, ele cumpriu a suspensão automática na partida seguinte, contra o Cruzeiro e já está apto a entrar em campo novamente pelo Fluminense.

Entretanto, o volante se recupera de lesão na panturrilha esquerda. Ele não tem prazo de retorno revelado, por isso está fora do duelo contra o Internacional, nesta quinta-feira (4), no Maracanã, pela 14ª rodada do Brasileirão Série A 2024.”}]]