Matheus Cunha detona e faz declaração forte após jogo do Flamengo “Para aposentar goleiro”

Goleiro deixou as suas impressões após vitória por 3 a 0 sobre o Volta Redonda

O que disse Matheus Cunha?


O jovem goleiro Matheus Cunha, de 22 anos, não apenas brilhou em campo durante a vitória do Flamengo por 3 a 0 sobre o Volta Redonda, mas também se destacou pela sua franqueza e personalidade ao enfrentar os microfones após a partida.


Além de sua atuação destacada, contribuindo até mesmo na jogada que resultou no primeiro gol da equipe, Cunha não poupou críticas à bola utilizada no Campeonato Carioca e fez um apelo por melhorias no gramado do Maracanã.

Em relação à bola do campeonato, o goleiro não economizou nas palavras ao descrever sua insatisfação: “É muito ruim, a gente brinca que essa bola é para aposentar goleiro, porque é muito ruim mesmo.”

Ele destacou os problemas de consistência e tamanho da bola, ressaltando que a instabilidade dificulta a performance dos jogadores, especialmente em um time como o Flamengo, que preza pelo controle de bola e qualidade técnica.

Críticas ao gramado

Essas críticas de Matheus Cunha ecoaram as palavras do técnico Tite, que já havia questionado a qualidade da bola e o estado do gramado do Maracanã após um empate anterior.

Em sua entrevista pós-jogo, Cunha reforçou os problemas do gramado, descrevendo-o como “muito ruim” e “muito duro“, enfatizando como isso afeta diretamente o estilo de jogo do Flamengo, que busca dominar a posse e trabalhar a bola com precisão.

Além das críticas, o goleiro aproveitou a oportunidade para celebrar seu retorno ao time principal após duas partidas atuando com a equipe de jovens.

Ele expressou a importância desse jogo para sua confiança e para “limpar algumas coisas”, referindo-se a momentos anteriores em que perdeu a titularidade.

Disputa de posição com Rossi

Em setembro de 2023, Cunha foi substituído por Rossi após uma queda de rendimento, mas agora ele se vê confiante e pronto para disputar novamente a posição de titular com o argentino.

Para Cunha, cada partida é uma oportunidade de demonstrar sua qualidade e conquistar confiança.

O goleiro entende a importância de fazer boas atuações para ganhar respeito e se firmar como uma opção sólida para o time, especialmente jogando em um estádio emblemático como o Maracanã.

Sua determinação em superar obstáculos e seu comprometimento com o sucesso da equipe são evidentes em suas palavras e atitudes.

O que dizem os torcedores

[[{“value”:”Goleiro deixou as suas impressões após vitória por 3 a 0 sobre o Volta Redonda
O que disse Matheus Cunha?

O jovem goleiro Matheus Cunha, de 22 anos, não apenas brilhou em campo durante a vitória do Flamengo por 3 a 0 sobre o Volta Redonda, mas também se destacou pela sua franqueza e personalidade ao enfrentar os microfones após a partida.

Além de sua atuação destacada, contribuindo até mesmo na jogada que resultou no primeiro gol da equipe, Cunha não poupou críticas à bola utilizada no Campeonato Carioca e fez um apelo por melhorias no gramado do Maracanã.

Em relação à bola do campeonato, o goleiro não economizou nas palavras ao descrever sua insatisfação: “É muito ruim, a gente brinca que essa bola é para aposentar goleiro, porque é muito ruim mesmo.”

Ele destacou os problemas de consistência e tamanho da bola, ressaltando que a instabilidade dificulta a performance dos jogadores, especialmente em um time como o Flamengo, que preza pelo controle de bola e qualidade técnica.

Críticas ao gramado

Essas críticas de Matheus Cunha ecoaram as palavras do técnico Tite, que já havia questionado a qualidade da bola e o estado do gramado do Maracanã após um empate anterior.

Em sua entrevista pós-jogo, Cunha reforçou os problemas do gramado, descrevendo-o como “muito ruim” e “muito duro“, enfatizando como isso afeta diretamente o estilo de jogo do Flamengo, que busca dominar a posse e trabalhar a bola com precisão.

Além das críticas, o goleiro aproveitou a oportunidade para celebrar seu retorno ao time principal após duas partidas atuando com a equipe de jovens.

Ele expressou a importância desse jogo para sua confiança e para “limpar algumas coisas”, referindo-se a momentos anteriores em que perdeu a titularidade.

Disputa de posição com Rossi

Em setembro de 2023, Cunha foi substituído por Rossi após uma queda de rendimento, mas agora ele se vê confiante e pronto para disputar novamente a posição de titular com o argentino.

Para Cunha, cada partida é uma oportunidade de demonstrar sua qualidade e conquistar confiança.

O goleiro entende a importância de fazer boas atuações para ganhar respeito e se firmar como uma opção sólida para o time, especialmente jogando em um estádio emblemático como o Maracanã.

Sua determinação em superar obstáculos e seu comprometimento com o sucesso da equipe são evidentes em suas palavras e atitudes.

O que dizem os torcedores”}]]