Matías Rojas e Corinthians são expostos por empresário e negociação vem à tona: “De graça”

Meio-campista paraguaio saiu de maneira polêmica nesta temporada e hoje joga com Lionel Messi, no Inter Miami

Que fase do Timão!


Chega a chocar o quanto o Corinthians mudou em uma década. Se em 2012 e 2013 a equipe era referência, por sua gestão, hoje a cada dia os torcedores convivem diariamente com notícias trágicas.


ReadyNow

Enquanto a diretoria vê, por exemplo, de longe a situação de Gabigol, que está bem mais perto de outras equipes, os bastidores estão à flor da pele. Existe o entendimento que a gestão passada e a atual, com o presidente Augusto Melo, cometeram inúmeros erros.

Inclusive, a Fiel lembra muito de duas saídas que aconteceram nesta temporada, por erros. Trata-se do zagueiro Lucas Veríssimo e do meio-campista Matías Rojas. Aliás, o segundo voltou a gerar diferentes tipos de emoções na torcida.

Empresário se manifesta

Existe o entendimento de muitos torcedores de que o paraguaio agiu de má fé e se aproveitou de uma brecha para forçar sua saída do Time do Povo, visto que ele nunca rendeu o esperado. Em contrapartida, a diretoria também acabou dando mole.


Com a evolução do comércio eletrônico, PayRetailers inova para revolucionar o mercado de pagamentos - Startups
Avante NetWork - Casino Affiliate Platform | LinkedIn

iGaming & Gaming International Expo - IGI

Inclusive, o empresário André Cury participou, neste domingo (30), do programa Domingo, da CNN Brasil, que tem apresentação do jornalista Benjamin Back, e acabou relembrando das negociações entre o Clube e o Timão.

Eu trouxe o Rojas de graça para o Corinthians. Eles não pagaram, arrumaram um dívida de mais de R$ 40 milhões e ficaram sem o jogador“, afirmou em claro tom de crítica à cúpula corinthiana.

Foco no mercado da bola

Essa situação, realmente, ficou no passado e não tem como voltar atrás. Por isso, a intenção é que o Alvinegro Paulista não cometa os mesmos erros de antes no mercado. Sendo assim, fez proposta por Alex Santana, do Athletico/PR.

Outro nome que o Timão deseja é o lateral-esquerdo Cristian Borja. No entanto, após o negócio ficar perto de seu desfecho, algumas mudanças contratuais estão atrasando a situação.

Reações da Fiel sobre o paraguaio

[[{“value”:”Meio-campista paraguaio saiu de maneira polêmica nesta temporada e hoje joga com Lionel Messi, no Inter Miami
Que fase do Timão!

Chega a chocar o quanto o Corinthians mudou em uma década. Se em 2012 e 2013 a equipe era referência, por sua gestão, hoje a cada dia os torcedores convivem diariamente com notícias trágicas.

Enquanto a diretoria vê, por exemplo, de longe a situação de Gabigol, que está bem mais perto de outras equipes, os bastidores estão à flor da pele. Existe o entendimento que a gestão passada e a atual, com o presidente Augusto Melo, cometeram inúmeros erros.

Inclusive, a Fiel lembra muito de duas saídas que aconteceram nesta temporada, por erros. Trata-se do zagueiro Lucas Veríssimo e do meio-campista Matías Rojas. Aliás, o segundo voltou a gerar diferentes tipos de emoções na torcida.

Empresário se manifesta

Existe o entendimento de muitos torcedores de que o paraguaio agiu de má fé e se aproveitou de uma brecha para forçar sua saída do Time do Povo, visto que ele nunca rendeu o esperado. Em contrapartida, a diretoria também acabou dando mole.

Inclusive, o empresário André Cury participou, neste domingo (30), do programa Domingo, da CNN Brasil, que tem apresentação do jornalista Benjamin Back, e acabou relembrando das negociações entre o Clube e o Timão.

“Eu trouxe o Rojas de graça para o Corinthians. Eles não pagaram, arrumaram um dívida de mais de R$ 40 milhões e ficaram sem o jogador“, afirmou em claro tom de crítica à cúpula corinthiana.

Foco no mercado da bola

Essa situação, realmente, ficou no passado e não tem como voltar atrás. Por isso, a intenção é que o Alvinegro Paulista não cometa os mesmos erros de antes no mercado. Sendo assim, fez proposta por Alex Santana, do Athletico/PR.

Outro nome que o Timão deseja é o lateral-esquerdo Cristian Borja. No entanto, após o negócio ficar perto de seu desfecho, algumas mudanças contratuais estão atrasando a situação.

Reações da Fiel sobre o paraguaio”}]]