Soldado expõe futuro de Mosquito e alerta o elenco do Corinthians: “Não podemos esconder a realidade”

Diretor-executivo abordou contratações e deu forte declaração sobre bastidores do elenco Alvinegro

Vitória e mais problemas no Timão


O Corinthians conseguiu quebrar um jejum de nove partidas sem vencer após derrotar o Vitória por 3 a 2, em partida que teve o placar definido apenas nos acréscimos, com o gol de Giovane. Resultado importante, mas que ainda não tirou o Alvinegro do Z-4 do Brasileirão Série A.


ReadyNow

A partida ainda deixou uma preocupação sobre a situação de Raniele, que será reavaliado e corre o risco de desfalcar a equipe por conta de problemas no joelho. Porém, é vida que segue no Parque São Jorge, que tem diversas situações complicadas nos bastidores.

As que mais chamam atenção, são os pedidos de rescisão de Gustavo Mosquito e Arthur Souza, que reclamam de atraso em pagamentos. A Justiça negou a quebra do vínculo, porém, o caso impactou os bastidores e o diretor-executivo do Corinthians, Fabinho Soldado detalhou os olhares do Clube para a dupla que se rebelou.

O dirigente foi bastante enfático sobre o caso, descartando que tais atletas já estão completamente fora dos planos.


Com a evolução do comércio eletrônico, PayRetailers inova para revolucionar o mercado de pagamentos - Startups
Avante NetWork - Casino Affiliate Platform | LinkedIn

iGaming & Gaming International Expo - IGI

Fica quem honra o Coringão

“Não está mais no esportivo, não está mais na parte de treinamento, do dia a dia, é uma parte jurídica que agora está sendo tratada com os advogados e com as pessoas que têm por direito em relação a isso. Da nossa parte, o que eu digo é que vai jogar no Corinthians quem quer jogar no Corinthians”, afirmou Soldado.

Na sequência, fez questão de enaltecer jogadores que estão se esforçando para ajudar o clube a sair da situação complicada em que está e fez projeções futuras.

Valorização de quem está comprometido com o Clube

“A gente não pode esconder a realidade e valorizar esses jogadores que aqui estão, que estão entrando em campo, estão se dedicando com algumas dificuldades, sim, mas estão se entregando, se empenhando. E a gente espera daqui a algum tempo anunciar o treinador, alguns outros jogadores para que possa fazer parte desse grupo, para que a gente consiga lutar bastante esse ano”, explicou.

Desta forma, Soldado também valorizou o Corinthians, jogando o ônus da decisão nas mãos dos jogadores: “Agora não tem o que falar, eles tomaram a decisão, a gente não entende que é a decisão correta, o Corinthians é muito grande. Jogadores que não querem jogar no Corinthians… É até estranho. Apesar de algumas questões que nós temos, o Corinthians está acima de tudo para vestir essa camisa, para estar comprometido com essa camisa tem que realmente querer”.

[[{“value”:”Diretor-executivo abordou contratações e deu forte declaração sobre bastidores do elenco Alvinegro
Vitória e mais problemas no Timão

O Corinthians conseguiu quebrar um jejum de nove partidas sem vencer após derrotar o Vitória por 3 a 2, em partida que teve o placar definido apenas nos acréscimos, com o gol de Giovane. Resultado importante, mas que ainda não tirou o Alvinegro do Z-4 do Brasileirão Série A.

A partida ainda deixou uma preocupação sobre a situação de Raniele, que será reavaliado e corre o risco de desfalcar a equipe por conta de problemas no joelho. Porém, é vida que segue no Parque São Jorge, que tem diversas situações complicadas nos bastidores.

As que mais chamam atenção, são os pedidos de rescisão de Gustavo Mosquito e Arthur Souza, que reclamam de atraso em pagamentos. A Justiça negou a quebra do vínculo, porém, o caso impactou os bastidores e o diretor-executivo do Corinthians, Fabinho Soldado detalhou os olhares do Clube para a dupla que se rebelou.

O dirigente foi bastante enfático sobre o caso, descartando que tais atletas já estão completamente fora dos planos.

Fica quem honra o Coringão

“Não está mais no esportivo, não está mais na parte de treinamento, do dia a dia, é uma parte jurídica que agora está sendo tratada com os advogados e com as pessoas que têm por direito em relação a isso. Da nossa parte, o que eu digo é que vai jogar no Corinthians quem quer jogar no Corinthians”, afirmou Soldado.

Na sequência, fez questão de enaltecer jogadores que estão se esforçando para ajudar o clube a sair da situação complicada em que está e fez projeções futuras.

Valorização de quem está comprometido com o Clube

“A gente não pode esconder a realidade e valorizar esses jogadores que aqui estão, que estão entrando em campo, estão se dedicando com algumas dificuldades, sim, mas estão se entregando, se empenhando. E a gente espera daqui a algum tempo anunciar o treinador, alguns outros jogadores para que possa fazer parte desse grupo, para que a gente consiga lutar bastante esse ano”, explicou.

Desta forma, Soldado também valorizou o Corinthians, jogando o ônus da decisão nas mãos dos jogadores: “Agora não tem o que falar, eles tomaram a decisão, a gente não entende que é a decisão correta, o Corinthians é muito grande. Jogadores que não querem jogar no Corinthians… É até estranho. Apesar de algumas questões que nós temos, o Corinthians está acima de tudo para vestir essa camisa, para estar comprometido com essa camisa tem que realmente querer”.”}]]