Tite vai mudar escalação do Flamengo após lesão confirmada de Bruno Henrique

Atacante já iniciou tratamento no CT Ninho do Urubu e está fora da partida contra o Juventude, às 20h, no Alfredo Jaconi, pelo Brasileirão

Mais uma peça importante fora:


O Flamengo vem sofrendo com diversos desfalques no elenco em decorrência da Copa América, fazendo com que Tite precise utilizar algumas peças que normalmente não são escaladas como titulares.


ReadyNow

A questão é que o treinador vai novamente precisar mexer nos 11 iniciais: Bruno Henrique sofreu um trauma no pé esquerdo e realizou exames que, para tranquilidade da comissão técnica, não constataram fratura.

Dessa forma, o atacante já iniciou tratamento no CT Ninho do Urubu e está fora da partida desta quarta-feira (26), contra o Juventude, às 20h, no Alfredo Jaconi, pelo Brasileirão, já que não foi divulgado um prazo do retorno aos gramados.

Com isso, o Mais Querido chega a oito ausências ao todo: Varela, Viña, De la Cruz, Arrascaeta e Pulgar estão convocados para a disputa da Copa América, enquanto Igor Jesus e Cebolinha estão no departamento médico se recuperando de lesões.


Com a evolução do comércio eletrônico, PayRetailers inova para revolucionar o mercado de pagamentos - Startups
Avante NetWork - Casino Affiliate Platform | LinkedIn

iGaming & Gaming International Expo - IGI

Lance polêmico no Fla-Flu:

Vale lembrar que BH iniciou como titular diante do Fluminense, se envolvendo no lance mais polêmico na partida, sofrendo um pênalti que, de acordo com o ex-árbitro Alfredo Loebeling, não deveria ter sido marcado:

Está difícil, cada vez mais a FIFA abre a interpretação e vira uma coisa muito subjetiva. Você consegue justificar a marcação da penalidade da mesma forma que você consegue justificar a não marcação”, iniciou.

Eu não marcaria a penalidade, porque eu entendo que há, sim, o braço do Bruno Henrique. Só que a determinação da FIFA fala que o árbitro tem que julgar se esse movimento é suficiente ou não para desequilibrar o jogador do Fluminense”, acrescentou.

“A mesma determinação diz o seguinte: o pênalti não precisa ser mais só por intenção ou imprudência, ele pode ser por imperícia. Ou seja, quando ele desequilibra, acaba derrubando o Bruno Henrique, sem querer também é pênalti”, disse.

Preparação visando manter a liderança:

Atual líder do Brasileirão com 24 pontos, um a mais que o Palmeiras, que está na cola, o time comandado por Tite não pode pensar em tropeçar fora de casa para não correr o risco de ser ultrapassado pelo rival paulista.

[[{“value”:”Atacante já iniciou tratamento no CT Ninho do Urubu e está fora da partida contra o Juventude, às 20h, no Alfredo Jaconi, pelo Brasileirão
Mais uma peça importante fora:

O Flamengo vem sofrendo com diversos desfalques no elenco em decorrência da Copa América, fazendo com que Tite precise utilizar algumas peças que normalmente não são escaladas como titulares.

A questão é que o treinador vai novamente precisar mexer nos 11 iniciais: Bruno Henrique sofreu um trauma no pé esquerdo e realizou exames que, para tranquilidade da comissão técnica, não constataram fratura.

Dessa forma, o atacante já iniciou tratamento no CT Ninho do Urubu e está fora da partida desta quarta-feira (26), contra o Juventude, às 20h, no Alfredo Jaconi, pelo Brasileirão, já que não foi divulgado um prazo do retorno aos gramados.

Com isso, o Mais Querido chega a oito ausências ao todo: Varela, Viña, De la Cruz, Arrascaeta e Pulgar estão convocados para a disputa da Copa América, enquanto Igor Jesus e Cebolinha estão no departamento médico se recuperando de lesões.

Lance polêmico no Fla-Flu:

Vale lembrar que BH iniciou como titular diante do Fluminense, se envolvendo no lance mais polêmico na partida, sofrendo um pênalti que, de acordo com o ex-árbitro Alfredo Loebeling, não deveria ter sido marcado:

“Está difícil, cada vez mais a FIFA abre a interpretação e vira uma coisa muito subjetiva. Você consegue justificar a marcação da penalidade da mesma forma que você consegue justificar a não marcação”, iniciou.

“Eu não marcaria a penalidade, porque eu entendo que há, sim, o braço do Bruno Henrique. Só que a determinação da FIFA fala que o árbitro tem que julgar se esse movimento é suficiente ou não para desequilibrar o jogador do Fluminense”, acrescentou.

“A mesma determinação diz o seguinte: o pênalti não precisa ser mais só por intenção ou imprudência, ele pode ser por imperícia. Ou seja, quando ele desequilibra, acaba derrubando o Bruno Henrique, sem querer também é pênalti”, disse.

Preparação visando manter a liderança:

Atual líder do Brasileirão com 24 pontos, um a mais que o Palmeiras, que está na cola, o time comandado por Tite não pode pensar em tropeçar fora de casa para não correr o risco de ser ultrapassado pelo rival paulista.”}]]