Álvaro Pacheco já sofre pressão no Vasco e jogo contra Juventude vira decisivo

Técnico português chegou recentemente, mas os questionamentos já estão muito grande na Colina

Questionamentos já surgem


Álvaro Pacheco chegou ao Vasco no meio do furação. O comandante português pegou o Clube em crise, com quase todo o elenco sem confiança nenhuma e bem próximo da zona de rebaixamento no Campeonato Brasileiro. 


ReadyNow

Foram 3 jogos até aqui, com duas derrotas e um empate. Nas 3 partidas, o time levou 8 gols, 6 apenas no jogo contra o Flamengo. Boa parte da torcida já está sem paciência com a comissão técnica. 

Queira ou não, a pressão em cima do trabalho de Álvaro Pacheco já está grande e o comandante é colocado contra a parede, tendo a obrigação de fazer o time evoluir quanto antes. 

Precisa ganhar

O próximo compromisso vascaíno é contra o Juventude, nesta quarta-feira (19), fora de casa. Mesmo atuando longe de seus domínios, o Cruz-Maltino precisa buscar os 3 pontos.  


Com a evolução do comércio eletrônico, PayRetailers inova para revolucionar o mercado de pagamentos - Startups
Avante NetWork - Casino Affiliate Platform | LinkedIn

iGaming & Gaming International Expo - IGI

A decisão para Álvaro Pacheco passa muito do que a equipe apresentará em campo. Em caso de mais um tropeço, o assunto demissão já passará a ser inegavelmente debatido internamente. 

Já existem conselheiros entendendo que o trabalho não vai para a frente porque o técnico se mostra perdido, ainda desconexo com a realidade e as entrevistas coletivas também não ajudam. 

Os bastidores

Os jogadores ainda não entenderam como o técnico quer jogar, sua filosofia de jogo e isso acaba complicando cada vez mais. A temporada do Vasco precisa ter uma reviravolta rapidamente. 

O presidente Pedrinho tem tomado decisões pensando em melhorar as condições do Clube, principalmente no futebol. Reforços devem chegar, mas o lado financeiro ainda pesa bastante. 

[[{“value”:”Técnico português chegou recentemente, mas os questionamentos já estão muito grande na Colina
Questionamentos já surgem

Álvaro Pacheco chegou ao Vasco no meio do furação. O comandante português pegou o Clube em crise, com quase todo o elenco sem confiança nenhuma e bem próximo da zona de rebaixamento no Campeonato Brasileiro. 

Foram 3 jogos até aqui, com duas derrotas e um empate. Nas 3 partidas, o time levou 8 gols, 6 apenas no jogo contra o Flamengo. Boa parte da torcida já está sem paciência com a comissão técnica. 

Queira ou não, a pressão em cima do trabalho de Álvaro Pacheco já está grande e o comandante é colocado contra a parede, tendo a obrigação de fazer o time evoluir quanto antes. 

Precisa ganhar

O próximo compromisso vascaíno é contra o Juventude, nesta quarta-feira (19), fora de casa. Mesmo atuando longe de seus domínios, o Cruz-Maltino precisa buscar os 3 pontos.  

A decisão para Álvaro Pacheco passa muito do que a equipe apresentará em campo. Em caso de mais um tropeço, o assunto demissão já passará a ser inegavelmente debatido internamente. 

Já existem conselheiros entendendo que o trabalho não vai para a frente porque o técnico se mostra perdido, ainda desconexo com a realidade e as entrevistas coletivas também não ajudam. 

Os bastidores

Os jogadores ainda não entenderam como o técnico quer jogar, sua filosofia de jogo e isso acaba complicando cada vez mais. A temporada do Vasco precisa ter uma reviravolta rapidamente. 

O presidente Pedrinho tem tomado decisões pensando em melhorar as condições do Clube, principalmente no futebol. Reforços devem chegar, mas o lado financeiro ainda pesa bastante. “}]]