Copa América: Dorival Júnior diz o que falta para Seleção Brasileira jogar bem  

Com Vini Jr e companhia em campo, Dorival não conseguiu deslanchar na Seleção Brasileira em desempenho até aqui na Copa América

Desempenho da Seleção Brasileira 


A Seleção Brasileira ficou somente no empate contra a Colômbia na última terça-feira (2) e terminou a primeira fase em segundo lugar em seu grupo na Copa América. As atuações tem sido abaixo do esperado desde a chegada de Dorival Júnior. 


ReadyNow

O comandante falou em entrevista coletiva após a partida sobre o desempenho do seu time. Após o empate em 1 a 1, o veterano deu detalhes do que tem faltado no seu time para o aumento de rendimento. 

“Acho que, em termos de entrega, não deixa de existir uma ótima participação. O que precisa é equilíbrio em setores, movimentos e comportamentos. Isso demanda tempo. Não quer dizer que contra Inglaterra e Espanha também não tivemos dificuldades”, iniciou o comandante. 

Etapas 

Após dois bons jogos contra grandes seleções como Inglaterra e Espanha, o treinador acredita que o time precisa passar ainda por algumas etapas até conseguir chegar no ponto ideal de evolução. 


Com a evolução do comércio eletrônico, PayRetailers inova para revolucionar o mercado de pagamentos - Startups
Avante NetWork - Casino Affiliate Platform | LinkedIn

iGaming & Gaming International Expo - IGI

“Uma nos esperou 10 dias descansada e outra no mesmo nível jogamos de igual para igual, um jogo franco, aberto, e tivemos a felicidade do resultado. A formação de uma equipe passa por essas etapas, principalmente com jogos em sequência. Não posso mexer na estrutura total, estou buscando essa consistência, permitido a eles uma repetição para que se acostumem com os companheiros e ao que é pedido. Oscilações não naturais, evolui em algumas coisas, patina em outras. Nível de concentração está bom, entrega nos treinos, tudo é questão de tempo”, disse. 

Mesmo com os dois bons jogos na Data FIFA, o time oscilou em muitos momentos diferentes, tanto nos confrontos seguintes, bem como durante os embates. Para conquistar o título, Dorival vai ter que encontrar um denominador comum. 

Falta de regularidade 

Segundo a avaliação do comandante, o time ainda tem oscilado muito e isso precisa ser corrigido. Alguns atletas não estão conseguindo desempenhar uma boa função dentro de campo e entendido as ordens de Dorival. 

“Estamos refazendo. Regularidade talvez não encontremos, mas podemos jogar num nível melhor do que foi apresentado hoje. Erros cruciais e alguns jogadores sem o desempenho necessário”, concluiu o comandante. 

Brasil terminou como segundo colocado do Grupo D e, assim, vai enfrentar nas quartas de final o Uruguai, líder do Grupo C. A partida acontece no próximo sábado (6), às 22h (horário de Brasília), com mando uruguaio. 

[[{“value”:”Com Vini Jr e companhia em campo, Dorival não conseguiu deslanchar na Seleção Brasileira em desempenho até aqui na Copa América
Desempenho da Seleção Brasileira 

A Seleção Brasileira ficou somente no empate contra a Colômbia na última terça-feira (2) e terminou a primeira fase em segundo lugar em seu grupo na Copa América. As atuações tem sido abaixo do esperado desde a chegada de Dorival Júnior. 

O comandante falou em entrevista coletiva após a partida sobre o desempenho do seu time. Após o empate em 1 a 1, o veterano deu detalhes do que tem faltado no seu time para o aumento de rendimento. 

“Acho que, em termos de entrega, não deixa de existir uma ótima participação. O que precisa é equilíbrio em setores, movimentos e comportamentos. Isso demanda tempo. Não quer dizer que contra Inglaterra e Espanha também não tivemos dificuldades”, iniciou o comandante. 

Etapas 

Após dois bons jogos contra grandes seleções como Inglaterra e Espanha, o treinador acredita que o time precisa passar ainda por algumas etapas até conseguir chegar no ponto ideal de evolução. 

“Uma nos esperou 10 dias descansada e outra no mesmo nível jogamos de igual para igual, um jogo franco, aberto, e tivemos a felicidade do resultado. A formação de uma equipe passa por essas etapas, principalmente com jogos em sequência. Não posso mexer na estrutura total, estou buscando essa consistência, permitido a eles uma repetição para que se acostumem com os companheiros e ao que é pedido. Oscilações não naturais, evolui em algumas coisas, patina em outras. Nível de concentração está bom, entrega nos treinos, tudo é questão de tempo”, disse. 

Mesmo com os dois bons jogos na Data FIFA, o time oscilou em muitos momentos diferentes, tanto nos confrontos seguintes, bem como durante os embates. Para conquistar o título, Dorival vai ter que encontrar um denominador comum. 

Falta de regularidade 

Segundo a avaliação do comandante, o time ainda tem oscilado muito e isso precisa ser corrigido. Alguns atletas não estão conseguindo desempenhar uma boa função dentro de campo e entendido as ordens de Dorival. 

“Estamos refazendo. Regularidade talvez não encontremos, mas podemos jogar num nível melhor do que foi apresentado hoje. Erros cruciais e alguns jogadores sem o desempenho necessário”, concluiu o comandante. 

Brasil terminou como segundo colocado do Grupo D e, assim, vai enfrentar nas quartas de final o Uruguai, líder do Grupo C. A partida acontece no próximo sábado (6), às 22h (horário de Brasília), com mando uruguaio. “}]]