Corinthians realiza pagamento e dívida com Boselli chega em sua última parcela

Após encerrar passagem pelo Estudiantes, da Argentina, centroavante ex-Timão encerrou a carreira

Mais uma parcela paga


O Corinthians possui algumas pendências nos bastidores, valores que precisam ser pagos para evitar maiores problemas para o clube, principalmente ações que poderiam afetar a equipe dentro de campo.


ReadyNow

Ainda em 2021, logo após sair do Timão, Mauro Boselli acionou a FIFA pedindo um valor de US$ 1,1 milhão. O Corinthians recorreu, mas não conseguiu reverter a situação. Dessa maneira, nos bastidores, o clube começou o processo de pagamento.

Na sexta-feira (5), conforme publicado pelo GE, a diretoria do Corinthians realizou o pagamento da penúltima parcela do caso Mauro Boselli, pagou cerca de 355 mil dólares, quase R$ 2 milhões na atual cotação. Lembrando, esse valor se refere a atraso de salários, luvas e verbas rescisórias.

Quantas faltas para pagar?

A última parcela possui o mesmo valor de 355 mil dólares, que vence apenas no mês de dezembro. O Corinthians, após a realização desse último valor, encerra qualquer dívida que possui com o centroavante.


Com a evolução do comércio eletrônico, PayRetailers inova para revolucionar o mercado de pagamentos - Startups
Avante NetWork - Casino Affiliate Platform | LinkedIn

iGaming & Gaming International Expo - IGI

Mauro Boselli chegou com expectativas para ser titular do Timão. Em determinados momentos, o argentino até assumiu a posição, mas não rendeu o esperado pela maioria dos torcedores.

Entre 2019 e 2021, o atacante disputou 67 jogos, com 16 gols e cinco assistências anotadas. Após sair do Corinthians, Boselli defendeu as cores do Cerro Porteño e retornou ao Estudiantes para encerrar a carreira.

Caso Gustavo Mosquito

Os bastidores continuam agitados no Corinthians. Além da busca pelo treinador, a diretoria precisa resolver as situações de Gustavo Mosquito e Arthur Sousa. Nessa semana, os dois jogadores pediram a rescisão contratual devido à falta de pagamento de parcelas de Fundo de Garantia por Tempo de serviço.

Entretanto, A Justiça do Trabalho negou as liminares, ou seja, Gustavo Mosquito e Arthur Sousa continuam sendo jogadores do Timão. O assunto deve ganhar novos capítulos em breve, o caso cabe recurso.

A Fiel torcida comenta

[[{“value”:”Após encerrar passagem pelo Estudiantes, da Argentina, centroavante ex-Timão encerrou a carreira
Mais uma parcela paga

O Corinthians possui algumas pendências nos bastidores, valores que precisam ser pagos para evitar maiores problemas para o clube, principalmente ações que poderiam afetar a equipe dentro de campo.

Ainda em 2021, logo após sair do Timão, Mauro Boselli acionou a FIFA pedindo um valor de US$ 1,1 milhão. O Corinthians recorreu, mas não conseguiu reverter a situação. Dessa maneira, nos bastidores, o clube começou o processo de pagamento.

Na sexta-feira (5), conforme publicado pelo GE, a diretoria do Corinthians realizou o pagamento da penúltima parcela do caso Mauro Boselli, pagou cerca de 355 mil dólares, quase R$ 2 milhões na atual cotação. Lembrando, esse valor se refere a atraso de salários, luvas e verbas rescisórias.

Quantas faltas para pagar?

A última parcela possui o mesmo valor de 355 mil dólares, que vence apenas no mês de dezembro. O Corinthians, após a realização desse último valor, encerra qualquer dívida que possui com o centroavante.

Mauro Boselli chegou com expectativas para ser titular do Timão. Em determinados momentos, o argentino até assumiu a posição, mas não rendeu o esperado pela maioria dos torcedores.

Entre 2019 e 2021, o atacante disputou 67 jogos, com 16 gols e cinco assistências anotadas. Após sair do Corinthians, Boselli defendeu as cores do Cerro Porteño e retornou ao Estudiantes para encerrar a carreira.

Caso Gustavo Mosquito

Os bastidores continuam agitados no Corinthians. Além da busca pelo treinador, a diretoria precisa resolver as situações de Gustavo Mosquito e Arthur Sousa. Nessa semana, os dois jogadores pediram a rescisão contratual devido à falta de pagamento de parcelas de Fundo de Garantia por Tempo de serviço.

Entretanto, A Justiça do Trabalho negou as liminares, ou seja, Gustavo Mosquito e Arthur Sousa continuam sendo jogadores do Timão. O assunto deve ganhar novos capítulos em breve, o caso cabe recurso.

A Fiel torcida comenta”}]]