CPI da Manipulação de Jogos convoca o presidente e ex-supervisor do Patrocinense

Equipe mineira está sendo investigada por conta de suspeita em jogo contra a Inter de Limeira, pelo Campeonato Brasileiro da Série D.



ReadyNow

Brasília.- A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Manipulação de Jogos e Apostas Esportivas do Senado Federal convocou o presidente do Patrocinense (MG), Roberto Eustáquio Avatar, e o ex-supervisor do clube Anderson Ibrahim. Eles foram chamados para depor como testemunhas na comissão que investiga casos suspeitos de manipulação no futebol brasileiro.

A Polícia Federal está investigando uma partida entre Patrocinense e Inter de Limeira (SP), pela 6ª rodada da Série D do Campeonato Brasileiro de 2024. Nesse jogo, o clube mineiro perdeu por 3 a 0, com todos os gols ainda no primeiro tempo, sendo um deles contra. A suspeita de fraude se deu porque diversas apostas foram registradas de que o Patrocinense sofreria dois ou mais gols na primeira etapa.

Segundo o ge, Roberto Avatar só assumiu a presidência do time mineiro poucos dias antes do jogo suspeito. O requerimento da presença do dirigente e do ex-supervisor foi feito pelo senador Jorge Kajuru (PSB-GO), que é o presidente da CPI. A audiência está marcada para a tarde desta quarta-feira (10).


Com a evolução do comércio eletrônico, PayRetailers inova para revolucionar o mercado de pagamentos - Startups
Avante NetWork - Casino Affiliate Platform | LinkedIn

iGaming & Gaming International Expo - IGI

Ao ge, Roberto declarou que pretende ajudar a esclarecer os fatos sobre essa partida o mais rápido possível. Também à redação do site, o empresário Anderson Ibrahim afirmou que não poderá participar da audiência por conta do nascimento do filho, mas que se coloca à disposição para comparecer em outra data.

Veja também: Polícia Federal investiga manipulação de resultado em jogo da Série D do Brasileirão

Equipe mineira está sendo investigada por conta de suspeita em jogo contra a Inter de Limeira, pelo Campeonato Brasileiro da Série D.

Brasília.- A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Manipulação de Jogos e Apostas Esportivas do Senado Federal convocou o presidente do Patrocinense (MG), Roberto Eustáquio Avatar, e o ex-supervisor do clube Anderson Ibrahim. Eles foram chamados para depor como testemunhas na comissão que investiga casos suspeitos de manipulação no futebol brasileiro.

A Polícia Federal está investigando uma partida entre Patrocinense e Inter de Limeira (SP), pela 6ª rodada da Série D do Campeonato Brasileiro de 2024. Nesse jogo, o clube mineiro perdeu por 3 a 0, com todos os gols ainda no primeiro tempo, sendo um deles contra. A suspeita de fraude se deu porque diversas apostas foram registradas de que o Patrocinense sofreria dois ou mais gols na primeira etapa.

Segundo o ge, Roberto Avatar só assumiu a presidência do time mineiro poucos dias antes do jogo suspeito. O requerimento da presença do dirigente e do ex-supervisor foi feito pelo senador Jorge Kajuru (PSB-GO), que é o presidente da CPI. A audiência está marcada para a tarde desta quarta-feira (10).

Ao ge, Roberto declarou que pretende ajudar a esclarecer os fatos sobre essa partida o mais rápido possível. Também à redação do site, o empresário Anderson Ibrahim afirmou que não poderá participar da audiência por conta do nascimento do filho, mas que se coloca à disposição para comparecer em outra data.

Veja também: Polícia Federal investiga manipulação de resultado em jogo da Série D do Brasileirão