Renato Gaúcho perde a paciência após mais uma derrota e detona elenco do Grêmio: “Precisam ter vergonha” 

Vivendo um momento conturbado no Campeonato Brasileiro sob o comando do Grêmio Renato Gaúcho desabafou durante coletiva

Em busca da evolução 


O Grêmio vem de três jogos sem vitória no Campeonato Brasileiro, sendo um empate e duas derrotas, a última diante do Cruzeiro, por 2 a 0, na última quarta-feira (10), em Caxias do Sul.  


ReadyNow

Diante de mais um resultado negativo em campo, a torcida vem pedindo a saída do treinador e já tem um substituto definido. Os gremistas querem o técnico Fernando Diniz, que foi demitido do Fluminense, que é o lanterna da competição.  

Vale destacar, inclusive, que Reinaldo de Edenílson também se tornaram alvo de críticas por erros em campo que comprometeram o resultado da partida. Com erro de marcação e gol pedido no início do confronto.  

Desabafou ao vivo 

Durante entrevista coletiva, o técnico Renato Gaúcho fez duras cobranças aos jogadores da equipe. Já que com a derrota, o Imortal segue no Z-4, ocupando o 18º com apenas 11 pontos.  


Com a evolução do comércio eletrônico, PayRetailers inova para revolucionar o mercado de pagamentos - Startups
Avante NetWork - Casino Affiliate Platform | LinkedIn

iGaming & Gaming International Expo - IGI

Desta forma, Renato destacou que os jogadores precisam ter ‘vergonha na cara’ para jogar no Grêmio. Já que em menos de dois minutos, a equipe gaúcha levou dois gols na partida.  

“Eu tenho falado para eles que, nos últimos jogos, tenho vergonha de chegar no hotel. Eu tenho vergonha na cara. O que eu falei para eles hoje, alguns, não são todos, alguns também precisam ter vergonha na cara”.  

Situação esquentou os bastidores 

“Eles têm que saber o tamanho do Grêmio, onde estão. Eles têm tudo, não falta absolutamente nada. Agora, tem que ter entrega dentro de campo”, completou Renato.  

Apesar do tom forte adotado durante a coletiva para criticar o desempenho do elenco, o treinador garantiu que pode extrair mais desse grupo, destacando que confia nos seus jogadores para mudar o cenário da equipe.  

“Vamos trabalhar para conseguir a classificação na Copa do Brasil. É um outro campeonato, mas isso aumenta a confiança do grupo. Tudo no futebol se resume a uma palavra só que se chama vitória”, concluiu. 

[[{“value”:”Vivendo um momento conturbado no Campeonato Brasileiro sob o comando do Grêmio Renato Gaúcho desabafou durante coletiva
Em busca da evolução 

O Grêmio vem de três jogos sem vitória no Campeonato Brasileiro, sendo um empate e duas derrotas, a última diante do Cruzeiro, por 2 a 0, na última quarta-feira (10), em Caxias do Sul.  

Diante de mais um resultado negativo em campo, a torcida vem pedindo a saída do treinador e já tem um substituto definido. Os gremistas querem o técnico Fernando Diniz, que foi demitido do Fluminense, que é o lanterna da competição.  

Vale destacar, inclusive, que Reinaldo de Edenílson também se tornaram alvo de críticas por erros em campo que comprometeram o resultado da partida. Com erro de marcação e gol pedido no início do confronto.  

Desabafou ao vivo 

Durante entrevista coletiva, o técnico Renato Gaúcho fez duras cobranças aos jogadores da equipe. Já que com a derrota, o Imortal segue no Z-4, ocupando o 18º com apenas 11 pontos.  

Desta forma, Renato destacou que os jogadores precisam ter ‘vergonha na cara’ para jogar no Grêmio. Já que em menos de dois minutos, a equipe gaúcha levou dois gols na partida.  

“Eu tenho falado para eles que, nos últimos jogos, tenho vergonha de chegar no hotel. Eu tenho vergonha na cara. O que eu falei para eles hoje, alguns, não são todos, alguns também precisam ter vergonha na cara”.  

Situação esquentou os bastidores 

“Eles têm que saber o tamanho do Grêmio, onde estão. Eles têm tudo, não falta absolutamente nada. Agora, tem que ter entrega dentro de campo”, completou Renato.  

Apesar do tom forte adotado durante a coletiva para criticar o desempenho do elenco, o treinador garantiu que pode extrair mais desse grupo, destacando que confia nos seus jogadores para mudar o cenário da equipe.  

“Vamos trabalhar para conseguir a classificação na Copa do Brasil. É um outro campeonato, mas isso aumenta a confiança do grupo. Tudo no futebol se resume a uma palavra só que se chama vitória”, concluiu. “}]]