Elias diz que bastidores do Cruzeiro esperavam catástrofe em 2023: “Pensávamos que iríamos cair de novo”

Ex-meia estava trabalhando recentemente na Raposa como chief scout

O que disse Elias?


O ex-volante Elias, agora Chief Scout da holding de Ronaldo Nazário, relembrou um momento de crise no Cruzeiro durante uma entrevista ao ‘Charla Podcast’ nesta sexta-feira (28).


ReadyNow

Elias revelou que chegou a acreditar no rebaixamento da Raposa para a Série B do Campeonato Brasileiro em 2023. No entanto, o time celeste conseguiu se salvar do descenso, relembrando momentos de tensão e superação.

Sabíamos que naquele ano, em 2023, iríamos sofrer. Pensamos que iríamos cair de novo“, disse Elias. Ele destacou o jogo contra o Coritiba como um ponto crítico: “No jogo contra o Coritiba, pensamos: ‘Não é possível, vamos cair’. O jogo que teve a briga, aquelas cenas lamentáveis. Foi quando a gente mudou a chavinha.”

A mudança drástica na Raposa

Após os incidentes na partida contra o Coxa, a direção do Cruzeiro optou por uma mudança drástica. O técnico Zé Ricardo foi demitido, e Fernando Seabra e Paulo Autuori foram chamados para formar uma comissão técnica temporária. Essa decisão marcou o início de uma reviravolta para o clube.


Com a evolução do comércio eletrônico, PayRetailers inova para revolucionar o mercado de pagamentos - Startups
Avante NetWork - Casino Affiliate Platform | LinkedIn

iGaming & Gaming International Expo - IGI

Quando Autuori assumiu junto com Seabra, conseguiram reverter a situação em um período curto“, relembrou Elias. A equipe, que estava na zona de rebaixamento, conseguiu engatar uma sequência de seis jogos sem derrota, o que foi fundamental para a permanência na Série A.

Elias também mencionou a mudança de mentalidade no clube após esse episódio. “Pensamos: ‘Agora é a hora de dar um passinho maior. Se gastávamos 100, vamos gastar 130’. Só que é processo. Montamos um time para não passar o sufoco que passamos“, explicou.

O resultado final

O esforço da diretoria e da nova comissão técnica deu frutos. O Cruzeiro não apenas evitou o rebaixamento, mas também garantiu a classificação para a Copa Sul-Americana, terminando o campeonato em 14º lugar com 47 pontos. Essa recuperação trouxe uma nova esperança para a torcida e uma nova perspectiva para o clube.

É o time que está em quinto (no Brasileirão), que está encantando. ‘Joga bonito, para frente, tem o Matheus Pereira’. Se você não ganha, o torcedor não vai ter paciência“, afirmou Elias.

O Cruzeiro, que estava em 17º lugar com 37 pontos e dois jogos a menos, conseguiu virar o jogo, tanto literal quanto metaforicamente. Com a sequência de seis jogos sem derrota, o time celeste alcançou a marca de 47 pontos e garantiu sua presença na elite do futebol brasileiro para a temporada seguinte.

O que dizem os torcedores?

[[{“value”:”Ex-meia estava trabalhando recentemente na Raposa como chief scout
O que disse Elias?

O ex-volante Elias, agora Chief Scout da holding de Ronaldo Nazário, relembrou um momento de crise no Cruzeiro durante uma entrevista ao ‘Charla Podcast’ nesta sexta-feira (28).

Elias revelou que chegou a acreditar no rebaixamento da Raposa para a Série B do Campeonato Brasileiro em 2023. No entanto, o time celeste conseguiu se salvar do descenso, relembrando momentos de tensão e superação.

“Sabíamos que naquele ano, em 2023, iríamos sofrer. Pensamos que iríamos cair de novo“, disse Elias. Ele destacou o jogo contra o Coritiba como um ponto crítico: “No jogo contra o Coritiba, pensamos: ‘Não é possível, vamos cair’. O jogo que teve a briga, aquelas cenas lamentáveis. Foi quando a gente mudou a chavinha.”

A mudança drástica na Raposa

Após os incidentes na partida contra o Coxa, a direção do Cruzeiro optou por uma mudança drástica. O técnico Zé Ricardo foi demitido, e Fernando Seabra e Paulo Autuori foram chamados para formar uma comissão técnica temporária. Essa decisão marcou o início de uma reviravolta para o clube.

“Quando Autuori assumiu junto com Seabra, conseguiram reverter a situação em um período curto“, relembrou Elias. A equipe, que estava na zona de rebaixamento, conseguiu engatar uma sequência de seis jogos sem derrota, o que foi fundamental para a permanência na Série A.

Elias também mencionou a mudança de mentalidade no clube após esse episódio. “Pensamos: ‘Agora é a hora de dar um passinho maior. Se gastávamos 100, vamos gastar 130’. Só que é processo. Montamos um time para não passar o sufoco que passamos“, explicou.

O resultado final

O esforço da diretoria e da nova comissão técnica deu frutos. O Cruzeiro não apenas evitou o rebaixamento, mas também garantiu a classificação para a Copa Sul-Americana, terminando o campeonato em 14º lugar com 47 pontos. Essa recuperação trouxe uma nova esperança para a torcida e uma nova perspectiva para o clube.

“É o time que está em quinto (no Brasileirão), que está encantando. ‘Joga bonito, para frente, tem o Matheus Pereira’. Se você não ganha, o torcedor não vai ter paciência“, afirmou Elias.

O Cruzeiro, que estava em 17º lugar com 37 pontos e dois jogos a menos, conseguiu virar o jogo, tanto literal quanto metaforicamente. Com a sequência de seis jogos sem derrota, o time celeste alcançou a marca de 47 pontos e garantiu sua presença na elite do futebol brasileiro para a temporada seguinte.

O que dizem os torcedores?”}]]