Fábio Carille é contrariado pela diretoria do Santos e vai ter que usar a base

Treinador vem pressionado no cargo com o rendimento atual do Alvinegro Praiano e acabou recebendo um comunicado

Imposição vinda da diretoria


O Santos continua sua preparação para a partida da próxima segunda-feira (1° de julho), quando recebe a Chapecoense, na Vila Belmiro. O confronto acontece em um momento em que o treinador Fábio Carille está muito pressionado.


ReadyNow

Tudo isso acontece por conta do rendimento que o Alvinegro Praiano vem apresentando, fazendo a equipe ficar fora do G-4 da Série B do Campeonato Brasileiro, por enquanto. Aliás, Cuca tomou uma decisão, após o seu nome repercutir.

Acabou vindo à tona que o treinador recebeu uma verdadeira imposição vinda da diretoria, agora no papel de Paulo Bracks, novo CEO do time das baixadas. Tudo por causa da base.

Jovens vão aparecer mais

Enquanto o time convive com lesões, caso do goleiro João Paulo, jovens devme ser a salvação. De acordo com o jornalista Vagner Frederico, alguns atletas vão aparecer, inclusive Wesley Patati. Existe, atualmente, o entendimento que a base santista, tão famosa historicamente, é pouco utilizada pelo técnico.


Com a evolução do comércio eletrônico, PayRetailers inova para revolucionar o mercado de pagamentos - Startups
Avante NetWork - Casino Affiliate Platform | LinkedIn

iGaming & Gaming International Expo - IGI

O Bernardo, o Gabriel Xavier, que é atacante, e também o Gabriel Bontempo, que é meia, já foram inscritos na Série B. Somam-se a eles o Miguelito, que vai voltar direto para o time profissional, não vai mais para o sub-20, o Patati, que vai ganhar mais oportunidades, o Jair e o Souza”, iniciou em seu canal no YouTube.

Ele foi além: “Outro que pode subir nos próximos dias e de repente pode ser inscrito na Série B é o volante Yan, que foi muito bem na Copinha. Jogador que chega com força no ataque”, completou.

Professor vai ter que aceitar

O profissional ainda afirmou que nada disso partiu de Carille, que isso é uma decisão da diretoria e ele está sendo pressionado para aceitar: “Claro, evidentemente, isso não é uma decisão do Carille. Isso está sendo motivado, vamos chamar assim para não falar pressionado pela diretoria do Santos, agora com a chegada do Paulo Bracks, o novo CEO do Clube”, afirmou, antes de continuar.

Ele (Bracks) está fazendo o papel do cara que vai representar os desejos do presidente Marcelo Teixeira. Ele chegou pra isso. Para fazer que a comissão técnica aproveite mais esses meninos, para não haver mais desgaste entre o comitê de gestão e a comissão técnica”, concluiu.

Reações da torcida sobre a base

[[{“value”:”Treinador vem pressionado no cargo com o rendimento atual do Alvinegro Praiano e acabou recebendo um comunicado
Imposição vinda da diretoria

O Santos continua sua preparação para a partida da próxima segunda-feira (1° de julho), quando recebe a Chapecoense, na Vila Belmiro. O confronto acontece em um momento em que o treinador Fábio Carille está muito pressionado.

Tudo isso acontece por conta do rendimento que o Alvinegro Praiano vem apresentando, fazendo a equipe ficar fora do G-4 da Série B do Campeonato Brasileiro, por enquanto. Aliás, Cuca tomou uma decisão, após o seu nome repercutir.

Acabou vindo à tona que o treinador recebeu uma verdadeira imposição vinda da diretoria, agora no papel de Paulo Bracks, novo CEO do time das baixadas. Tudo por causa da base.

Jovens vão aparecer mais

Enquanto o time convive com lesões, caso do goleiro João Paulo, jovens devme ser a salvação. De acordo com o jornalista Vagner Frederico, alguns atletas vão aparecer, inclusive Wesley Patati. Existe, atualmente, o entendimento que a base santista, tão famosa historicamente, é pouco utilizada pelo técnico.

“O Bernardo, o Gabriel Xavier, que é atacante, e também o Gabriel Bontempo, que é meia, já foram inscritos na Série B. Somam-se a eles o Miguelito, que vai voltar direto para o time profissional, não vai mais para o sub-20, o Patati, que vai ganhar mais oportunidades, o Jair e o Souza”, iniciou em seu canal no YouTube.

Ele foi além: “Outro que pode subir nos próximos dias e de repente pode ser inscrito na Série B é o volante Yan, que foi muito bem na Copinha. Jogador que chega com força no ataque”, completou.

Professor vai ter que aceitar

O profissional ainda afirmou que nada disso partiu de Carille, que isso é uma decisão da diretoria e ele está sendo pressionado para aceitar: “Claro, evidentemente, isso não é uma decisão do Carille. Isso está sendo motivado, vamos chamar assim para não falar pressionado pela diretoria do Santos, agora com a chegada do Paulo Bracks, o novo CEO do Clube”, afirmou, antes de continuar.

“Ele (Bracks) está fazendo o papel do cara que vai representar os desejos do presidente Marcelo Teixeira. Ele chegou pra isso. Para fazer que a comissão técnica aproveite mais esses meninos, para não haver mais desgaste entre o comitê de gestão e a comissão técnica”, concluiu.

Reações da torcida sobre a base”}]]