Veja: Técnicos que estão na corda bamba e podem deixar seus clubes dependendo dos próximos resultados

António Oliveira, Álvaro Pacheco… Confira alguns técnicos no Brasil que podem deixar seus clubes caso não vençam nas próximas rodadas

Ameaçados no cargo


Nove rodadas após o início do Campeonato Brasileiro, como é normal, alguns times ainda não se firmaram e estão tendo um rendimento abaixo do esperado na competição.


ReadyNow

Alguns desses clubes, já planejam mudanças em caso de sequência não obter melhora. Como na maioria das vezes, o técnico leva a culpa pelos resultados do elenco, e é o primeiro ser ameaçado no cargo. Veja alguns dos treinadores que estão sob pressão, e podem deixar suas equipes em caso de derrota nas próximas rodadas.

Podem deixar o clube:

António Oliveira (Corinthians)

Classificados em primeiro no grupo F da Copa Sul-Americana e para as oitavas de final da Copa do Brasil, o Timão não conseguiu até agora obter boa sequência no Campeonato Brasileiro.


Com a evolução do comércio eletrônico, PayRetailers inova para revolucionar o mercado de pagamentos - Startups
Avante NetWork - Casino Affiliate Platform | LinkedIn

iGaming & Gaming International Expo - IGI

Atualmente o time de António Oliveira ocupa a décima sexta posição, uma a mais da zona de rebaixamento. Em 9 partidas pela competição, o time venceu apenas uma, empatou 4 e foi derrotado também por 4 vezes.

O próximo jogo contra o Internacional pode decidir o futuro da equipe, pois em caso de derrota, o cargo de técnico do Alvinegro pode ser desocupado pelo treinador português.

Álvaro Pacheco (Vasco da Gama)

Outro português que não vem conseguindo um bom rendimento no clube é o treinador do Vasco. O time tem a pior defesa do campeonato, levando 19 gols em 9 partidas, 3 gols a mais que a segunda pior defesa (Fluminense).

O Gigante da Colina está em décimo quinto, apenas na frente do Corinthians antes da zona de rebaixamento, com 7 pontos em 27 disputados, venceu 2 partidas, empatou 1 e perdeu 6.

O duelo pela décima rodada da competição pode derrubar o Álvaro Pacheco do cargo em caso de derrota. O time enfrenta o Juventude, fora de casa, e não vence no torneio à 3 jogos.

Fernando Diniz (Fluminense)

Atual campeão da Copa Libertadores, o Tricolor das Laranjeiras vive bem na competição continental e na Copa do Brasil. Porém no Brasileirão, o time está decepcionando muito a torcida.

Hoje, o Flu está em penúltimo lugar, apenas a frente do lanterna Vitória, mas com o mesmo número de pontos (6). Venceu apenas uma vez, contra o rival Vasco da Gama.

Além de ter empatado 3 vezes, com 5 derrotas. Vindo de uma virada por 2 a 1, do Atlético-GO no Maracanã, o time de Diniz busca mais do que nunca uma vitória diante do Cruzeiro, fora de casa.

BÔNUS!

Fábio Carille (Santos)

Embora esteja na Série B, o gigante Santos vive sua pior fase no ano. Nas últimas 4 partidas, perdeu todas. Situação que a diretoria e torcida não aceitam de um time que quer subir sendo campeão da segunda divisão.

Por conta dos maus resultados, o treinador Fábio Carille sabe da pressão que está em cima dele e quer reverter isso com uma vitória na próxima partida pela décima rodada do torneio.

Em sétimo lugar, o Peixe tem 15 pontos, com 5 triunfos e 5 revés, sem empates até agora na competição. O duelo será diante do Goiás, e um detalhe que motiva o elenco é o reencontro com a torcida na Vila Belmiro após longo tempo sem mandar seus jogos lá.

[[{“value”:”António Oliveira, Álvaro Pacheco… Confira alguns técnicos no Brasil que podem deixar seus clubes caso não vençam nas próximas rodadas
Ameaçados no cargo

Nove rodadas após o início do Campeonato Brasileiro, como é normal, alguns times ainda não se firmaram e estão tendo um rendimento abaixo do esperado na competição.Alguns desses clubes, já planejam mudanças em caso de sequência não obter melhora. Como na maioria das vezes, o técnico leva a culpa pelos resultados do elenco, e é o primeiro ser ameaçado no cargo. Veja alguns dos treinadores que estão sob pressão, e podem deixar suas equipes em caso de derrota nas próximas rodadas.

Podem deixar o clube:

António Oliveira (Corinthians)Classificados em primeiro no grupo F da Copa Sul-Americana e para as oitavas de final da Copa do Brasil, o Timão não conseguiu até agora obter boa sequência no Campeonato Brasileiro.Atualmente o time de António Oliveira ocupa a décima sexta posição, uma a mais da zona de rebaixamento. Em 9 partidas pela competição, o time venceu apenas uma, empatou 4 e foi derrotado também por 4 vezes.O próximo jogo contra o Internacional pode decidir o futuro da equipe, pois em caso de derrota, o cargo de técnico do Alvinegro pode ser desocupado pelo treinador português.Álvaro Pacheco (Vasco da Gama)Outro português que não vem conseguindo um bom rendimento no clube é o treinador do Vasco. O time tem a pior defesa do campeonato, levando 19 gols em 9 partidas, 3 gols a mais que a segunda pior defesa (Fluminense).O Gigante da Colina está em décimo quinto, apenas na frente do Corinthians antes da zona de rebaixamento, com 7 pontos em 27 disputados, venceu 2 partidas, empatou 1 e perdeu 6.O duelo pela décima rodada da competição pode derrubar o Álvaro Pacheco do cargo em caso de derrota. O time enfrenta o Juventude, fora de casa, e não vence no torneio à 3 jogos.Fernando Diniz (Fluminense)Atual campeão da Copa Libertadores, o Tricolor das Laranjeiras vive bem na competição continental e na Copa do Brasil. Porém no Brasileirão, o time está decepcionando muito a torcida.Hoje, o Flu está em penúltimo lugar, apenas a frente do lanterna Vitória, mas com o mesmo número de pontos (6). Venceu apenas uma vez, contra o rival Vasco da Gama.Além de ter empatado 3 vezes, com 5 derrotas. Vindo de uma virada por 2 a 1, do Atlético-GO no Maracanã, o time de Diniz busca mais do que nunca uma vitória diante do Cruzeiro, fora de casa.BÔNUS!Fábio Carille (Santos)Embora esteja na Série B, o gigante Santos vive sua pior fase no ano. Nas últimas 4 partidas, perdeu todas. Situação que a diretoria e torcida não aceitam de um time que quer subir sendo campeão da segunda divisão.Por conta dos maus resultados, o treinador Fábio Carille sabe da pressão que está em cima dele e quer reverter isso com uma vitória na próxima partida pela décima rodada do torneio.Em sétimo lugar, o Peixe tem 15 pontos, com 5 triunfos e 5 revés, sem empates até agora na competição. O duelo será diante do Goiás, e um detalhe que motiva o elenco é o reencontro com a torcida na Vila Belmiro após longo tempo sem mandar seus jogos lá.”}]]