Copa América: Galvão Bueno critica atitude de Vinicius Júnior na Seleção Brasileira: “força esse tipo de coisa

O Brasil goleou o Paraguai por goleada, mas uma situação não agradou o comunicar, que analisou todo o caso

Brasil vence e convence


Com show de Vinicius Júnior, o Brasil venceu o Paraguai de goleada. A partida terminou em 4 a 1. Além do atacante do Real Madrid, que fez dois gols, Paquetá e Savinho também marcaram.


ReadyNow

Com o resultado, a Seleção Brasileira encara a Colômbia disputando a vaga de primeiro colocado do Grupo D. Os dois times se enfrentam na próxima terça-feira (2).

Apesar da grande atuação na Copa América, Vini também se envolveu em alguns lances que chamaram atenção positivamente. Ele acabou discutindo com alguns jogadores paraguaios por algumas reclamações e dribles.

O assunto deu o que falar e até um personagem forte da imprensa quando o assunto é futebol brasileiro se manifestou sobre o assunto Galvão Bueno mandou um recado direto para o craque brasileiro.


Com a evolução do comércio eletrônico, PayRetailers inova para revolucionar o mercado de pagamentos - Startups
Avante NetWork - Casino Affiliate Platform | LinkedIn

iGaming & Gaming International Expo - IGI

Mandou a real para o atacante

O narrador deixou claro que o jogador precisa ter cautela para não exagerar nesse tipo de jogada, que claramente tira o adversário do sério e deixa clima da partida ainda mais quente dentro de campo.

“Ele precisa tomar cuidado para não exagerar, para não passar do ponto no tipo de lance. Umas duas ou três vezes, (contra) os paraguaios, (ele dava) aquele toquinho desnecessário ou aquela caneta quando estava com caminho livre por aqui. Eu adoro, vocês adoram, é o espetáculo do futebol”, declarou.

Cartão tomado em caso

Ele ainda lembrou que em uma dessas confusões ele foi amarelado e ainda disse que no meio dessas situações de jogo, podem acabar saindo expulsões, então se deve evitar.

“Mas dizia o Júnior, isso pode provocar uma revolta no jogador adversário e pode partir para uma agressão, uma devolução de agressão. Pode ser expulso, que era o que absolutamente ninguém queria que acontecesse. Ele força mesmo esse tipo de coisa”, encerrou Galvão.

Brasileiros falam sobre Vini

[[{“value”:”O Brasil goleou o Paraguai por goleada, mas uma situação não agradou o comunicar, que analisou todo o caso
Brasil vence e convence

Com show de Vinicius Júnior, o Brasil venceu o Paraguai de goleada. A partida terminou em 4 a 1. Além do atacante do Real Madrid, que fez dois gols, Paquetá e Savinho também marcaram.

Com o resultado, a Seleção Brasileira encara a Colômbia disputando a vaga de primeiro colocado do Grupo D. Os dois times se enfrentam na próxima terça-feira (2).

Apesar da grande atuação na Copa América, Vini também se envolveu em alguns lances que chamaram atenção positivamente. Ele acabou discutindo com alguns jogadores paraguaios por algumas reclamações e dribles.

O assunto deu o que falar e até um personagem forte da imprensa quando o assunto é futebol brasileiro se manifestou sobre o assunto Galvão Bueno mandou um recado direto para o craque brasileiro.

Mandou a real para o atacante

O narrador deixou claro que o jogador precisa ter cautela para não exagerar nesse tipo de jogada, que claramente tira o adversário do sério e deixa clima da partida ainda mais quente dentro de campo.

“Ele precisa tomar cuidado para não exagerar, para não passar do ponto no tipo de lance. Umas duas ou três vezes, (contra) os paraguaios, (ele dava) aquele toquinho desnecessário ou aquela caneta quando estava com caminho livre por aqui. Eu adoro, vocês adoram, é o espetáculo do futebol”, declarou.

Cartão tomado em caso

Ele ainda lembrou que em uma dessas confusões ele foi amarelado e ainda disse que no meio dessas situações de jogo, podem acabar saindo expulsões, então se deve evitar.

“Mas dizia o Júnior, isso pode provocar uma revolta no jogador adversário e pode partir para uma agressão, uma devolução de agressão. Pode ser expulso, que era o que absolutamente ninguém queria que acontecesse. Ele força mesmo esse tipo de coisa”, encerrou Galvão.

Brasileiros falam sobre Vini”}]]